Quem Sou

26 39 anos
1 mara pequena
 










Nasci em uma cidade chamada Cruz Alta, no interior do RS... mas moro há muitos anos em MG (lugar que adoro). Até 2002, trabalhei e estudei normalmente, buscando unir prazer e necessidade. Tirando as pedras do caminho sempre com otimismo, o que é uma grande característica minha desde sempre.

Fui filha exemplar sempre ajudando minha família de origem humilde, esposa dedicada, aluna apaixonada, e orgulhosa e dedicada trabalhadora com a tão sonhada carteira de trabalho já assinada desde os 15 anos de idade, juntando a tudo isso sendo mulher e tendo que saltar todas as barreiras e dificuldades a nós inerentes. Claro, nada é perfeito, e nem tenho essa intenção, e na cozinha mesmo, sou um desastre!!!

A partir de 2002,  tanta dedicação, prazer e carinho por tudo, transformaram-se em esperança eterna de que tudo fosse (e vai melhorar), foi quando os problemas na coluna começaram a me afetar. Assim como nossos queridos e sábios avós sempre diziam, temos que ter saúde pra buscar todo o resto..., mas e como mante-la nos dias de hoje?

Sentimos no decorrer dos anos, cada vez mais cobrança por produtividade: primeiro para sermos especialistas, depois generalistas, e assim vi a evolução da máquina de escrever para os modernos computadores, e eu que já usei “telex”, agora me deparo com a internet, quebrando todas as fronteiras e transformando-se em algo essencial para a vida.

Mas e quais são as fronteiras entre a nossa vida e o trabalho? O certo é que o corpo humano não está resistindo a tanta pressão. Embora já se apresentem hoje algumas tentativas de melhorar essa relação, temos os “home office”, as empresas com ambientes modelo, outras que se denominam hoje “empresas verdes”... mas essa porcentagem ainda é pequena, será que um dia vamos chegar lá?

O que sei é que nossa coluna vertebral, nosso esteio, está se curvando literalmente à essa evolução tecnológica.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails