segunda-feira, 11 de julho de 2016

Fraturas na Coluna (relembrando)

fratura compressão


COMPRESSÃO
(mergulhos ou quedas)









fratura tração

  
TRAÇÃO
(acidente automobilístico quando ocorre a desaceleração brusca do corpo)




fratura rotação



ROTAÇÃO
(acidente automobilístico quando a pessoa bate a cabeça no teto ou em quedas de grandes alturas)






As fraturas na coluna vertebral, ocasionados por lesões e traumas são mais comuns do que se imagina, e são classificados na medicina por alguns aspectos básicos:
  • TIPOS: compressão, tração e rotação
  • LOCALIZAÇÃO: coluna cervical alta, coluna cervical baixa, coluna toracica-lombar
  • CERVICAL ALTA: vértebras C1 a C2
  • CERVICAL BAIXA: vértebras C3 a C7
  • TORACICA-LOMBAR: vértebras da coluna torácica e lombar
  • EXTENSÃO DANOS: estável (sem lesão neurológica/medula), instável (com lesão significativa na medula/neurológica)
As causas principais são:
  • acidentes automobilísticos (35 a 45%)
  • quedas (25 a 30%)
  • acidentes esportivos (15%)
  • acidentes industriais
  • mergulho em águas rasas
  • ferimento de projéteis de arma de fogo
  • artrose
  • osteoporose
Os principais tipos de tratamento utilizados em casos de fratura são:
  • repouso
  • uso de colete
  • imobilização gessada
  • cirurgia
  • tratamentos com tração
Algumas estatísticas:
  • as lesões na coluna toracica e lombar correspondem a 80% das fraturas da coluna
  • as lesões na coluna cervical correspondem a 20% das fraturas da coluna
  • 20% das fraturas da coluna vertebral ocorrem em pacientes com mais de 65 anos, do sexo feminino, e por quedas
  • menos de 10% dos traumas na coluna apresentam déficit neurológico
  • 20% apresentam lesão em mais de uma vértebra
  • 3% dos pacientes traumatizados, sofrem lesão na coluna cervical
  • 5% dos casos de fratura na coluna vertebral são não contíguos
  • as fraturas na coluna cervical alta, geralmente não tem lesão neurológica, e se houver, geralmente levaria a óbito
  • as fraturas na coluna cervical baixa com comprometimento neurológico, podem causar tetraplegia ou paraplegia
  • as fraturas na coluna torácico-lombar são as que trazem menos consequências
As lesões traumáticas da coluna, principalmente da cervical, requerem tratamento de urgência, e no caso como o meu, já com instabilidade na coluna cervical, meu médico já alertou, para sempre prevenir esse tipo de lesão, por exemplo utilizando o colete cervical durante viagens, ou evitando quedas, pois em caso de trauma a urgência é maior ainda, pois isso tudo implica comprometimento neurológico.

Por isso nos resgates é tão importante a estabilização da coluna vertebral através das pranchas rígidas e dos coletes cervicais, pois esse procedimento pode evitar que uma lesão mais simples se transforme em uma lesão com comprometimento neurológico.








Um comentário:

  1. Oi,Mara. Pssei por aqui um dia p/ ler sobre cervicalgia. Mais um presentinho deixado pela minha coluna! Que dorzinha chata heim? Obrigada pela visita e aguarde que vem mais dicas por aí.
    Bjs

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails