terça-feira, 26 de julho de 2011

Espondilite Anquilosante

ea


Sabe-se que a Espondilite Anquilosante, ou EA (como também é conhecida), tem uma forte ligação genética. Mais comum nas pessoas que herdam as células brancas do sangue grupo HLA B27, mas nada disso é obrigatório para quem tem a doença, o que os pesquisadores acreditam é que o sistema de defesa natural do organismo, o sistema imunológico pode ter uma defeito que cause a EA.

É uma doença reumática inflamatória crônica, que afeta principalmente a coluna, quadris, ombros e joelho. E em fase mais crítica chega a afetar os olhos(uveíte), coração, pulmão(fibrose), intestino(colite ulcerativa) e pele(psoríase).

Os sintomas podem começar com dores lombares e rigidez matinal que melhora com o movimento e piora com o repouso, chegando até mesmo à anquilose (fusão das vértebras).

Não há cura e o tratamento deve durar para sempre, sendo a causa ainda desconhecida. Esse tratamento alivia os sintomas e melhora a flexibilidade da coluna vertebral.  O tratamento engloba fisioterapia, exercícios, correção postural e medicamentos como analgésicos, antiinflamatórios, relaxante muscular e outros modificadores da evolução da doença como os biológicos. Isso tudo adaptável, de acordo com cada paciente e em cada fase, de crise ou fora dela, e com o objetivo de fortalecer a musculatura e melhorar a mobilidade das juntas.

Para alívio das dores o paciente também se utiliza de todos os métodos possíveis como bolsa de água quente, banhos quentes, evitando peso e em fases muito agudas o repouso também é recomendado. E claro, deve cuidar do peso e da saúde em geral, pois essa doença pode debilitar o paciente se não for controlada.

A cirurgia pode ser necessária em alguns casos como para a substituição de alguma articulação mais afetada ou outra consequência como deformidades.



Fontes: ANEASYRIANCLINIC, Drauzio Varella, EMEDIX, Rodinei-Guimarães




quarta-feira, 20 de julho de 2011

Ossos

CORRIDA

Que nossos ossos são parte importantíssima do organismo, vocês já sabem né? além de sustentar o corpo, protegem alguns órgãos vitais, nos ajudam na locomoção, além de outras coisinhas… muito interessante mesmo.

E como fazer para protege-los? Existem  algumas coisas que podemos fazer e que até não são tão difíceis, e que podem ajudar muito na saúde dos ossos e em consequência nas suas funções:


1) Alimentação: leite e derivados, sardinha, salmão, vegetais (principalmente nos tons verde escuro), soja, nozes e castanhas, linhaça, tomate (sendo o sal o principal inimigo dos ossos.
Quer seguir uma dieta amiga dos ossos: Dieta amiga dos ossos ajuda a prevenir osteoporose


2) Exercícios Físicos: sabiam que os exercícios feitos corretamente e na dose certa são armas poderosas para cuidar dos nossos ossos? nele estão incluídos ainda a yoga, pilates, alongamento, caminhada.

Conheça nesse endereço vários desses exercícios específicos que podem nos ajudar: http://williamsportmassagem.blogspot.com


A perda de massa óssea tem sido um grande problema na população e que traz problemas sérios à saúde, como a osteoporose, que pode por sua vez causar queda, fraturas, dores crônicas, complicações, dependência física e até o óbito.

Conheça o site do OSTEOCLUBE que traz boas informações sobre o assunto: http://www.osteoclube.com.br


fontes: wikipédia, www.minhavida.com.br


sexta-feira, 15 de julho de 2011

Mielopatia x Radiculopatia

estenose 
  Estenose Vertebral (Diminuição do espaço do canal vertebral)





Sem Título-2

Sintomas irradiados para membros superiores e inferiores



raiz e medula                                                                 DISCO VERTEBRAL 

Sempre tivemos essa dúvida da diferença entre RADICULOPATIA e MIELOPATIA, e pelo que vimos na literatura médica, esse diagnóstico nem sempre é muito fácil.

Mas, a principal causa seria para ambos uma estenose vertebral (ver imagem acima), causando sintomas diversos tanto nos membros superiores quanto inferiores, sendo que essa estenose pode ter várias origens, como hérnia-de-disco, escorregamento de vértebras, degeneração de vértebras, tumores, etc.

Sendo assim: uma doença na coluna vertebral pode causar uma estenose, que por sua vez pode também causar radiculopatia e/ou mielopatia.

Conceitualmente a MIELOPATIA compromete a medula espinhal, e a RADICULOPATIA as raízes nervosas.(compare a diferença da localização na imagem do disco vertebral acima)

Os sintomas são muito semelhantes aos da hérnia-de-disco, mas muitas vezes não está ocorrendo a compressão, por isso é preciso fazer exames para diagnosticar o problema correto na coluna vertebral.

A MIELOPATIA representa mais comumente um estágio mais avançado de uma doença na coluna cervical, provocando perda gradual dos movimentos do corpo, e estes são medidos por níveis de fraqueza que vão do grau 0 a 5, sendo o grau 5 o mais grave, levando ao confinamento a uma cadeira ou cama.
O tratamento nesse caso pode ser cirúrgico para descomprimir a medula (essa foi a causa da minha cirurgia cervical), mas sendo possível há tratamentos mais conservadores.
Os principais sintomas são o amortecimentos dos membros com diminuição de movimentos e força, e reclamação de dor nos membros.

A RADICULOPATIA pode ser causada por uma pressão exercida sobre a raiz nervosa que emana da medula e se irradia para os membros, causando dor e formigamento nos membros, e ainda fraqueza muscular.
O tratamento deve passar pela fisioterapia, quiropraxia, osteopatia e acupuntura, além de medicação para dor e antiinflamatórios, dependendo da causa.
Esse diagnóstico pode ser feito diante da dor forte referida no caminho específico de uma raiz nervosa.


Fontes: www.medicinanet.com
             www.radiculopathy.net/
             http://www.spine.org/
            http://www.vertebrata.com.br



sexta-feira, 8 de julho de 2011

Guia para diminuir as dores nas costas

postura carro  
DIRIGINDO E NO TRANSPORTE PÚBLICO


O Hospital Santa Clara de Uberlândia/MG, divulgou um Guia das Costas sem Dor, muito bom, tem essas e outras posturas, pois nunca é muito falar sobre como melhorar e corrigir nossa postura, já que esse é um dos grandes motivos das dores nas costas.

Acesse a matéria e veja ela completa, com mais posturas para:
  • pegando a criança no colo;
  • no computador;
  • dormindo;
  • escovando os dentes.

postura levantar





Cuidado com as Plantas Medicinais

plantas medicinais mgtv 1 edição 16 6 11

O Jornal MG TV 1ª Edição, do dia 16/06/2011, mostrou uma matéria com alertas sobre as plantas medicinais.

Vejam no link abaixo o vídeo dessa matéria que é muito bom, nos mostra que temos que tomar alguns cuidados mesmo com as plantas e “chazinhos” que tomamos e achamos inofensivos:




terça-feira, 5 de julho de 2011

Novo material que pode rejuvenescer a coluna vertebral

disco intravertebral

Em matéria publicada no http://www.cienciahoje.pt, em 30/06/2011, temos a notícia de um novo material que está sendo testado e que pode ajudar muito em problemas de degeneração dos discos intervertebrais.

Até hoje para esses casos em que os discos “ressecam”, eram tratados com fisioterapia, antiinflamatórios e cirurgias (meu caso), esse estudo mostra que um biomaterial pode ser inserido no disco através de cirurgia, esse hidrogel tem uma abordagem regenerativa e inovadora.

Em 3 ou 4 anos pode ser começado os testes em humanos.

Vamos esperar, pois promete, pelo menos é diferente e inovador, e não apenas trata as dores causadas pela desidratação dos discos, mas propõe-se a sua renovação.



Fonte: Ciência Hoje/Portugal



sábado, 2 de julho de 2011

Reflexoterapia

Reflexologia Podal Clique para aumentar e ver os pontos

É a técnica de tratamento por meio dos estímulos de uma área reflexa, é um dos recursos da medicina holística, natural ou complementar, conhecida antigamente como medicina alternativa.

Estes princípios da reflexologia são usados no Do-In e no Tui-Na.

Essas principais áreas reflexas seriam: pés, mãos, orelha, coluna vertebral, face e crânio.

A mais conhecida é a REFLEXOLOGIA PODAL, ou seja, dos pés, onde existem milhares de terminações nervosas para serem estimuladas.

Essa técnica ensina que existem pontos no corpo que refletem a saúde da pessoa, e estimulando esses pontos, as dores poderiam ser aliviadas.


Veja aqui na revista Bons Fluídos uma matéria interessante sobre esse assunto: Vitalidade a seus pés



Veja aqui um vídeo de aula de Reflexologia Podal:








LinkWithin

Related Posts with Thumbnails