terça-feira, 31 de maio de 2016

Artrodese da Coluna Vertebral



Segundo a wikipédia:
“Artrodese, também conhecida como anquilose artificial, é uma indução artificial da ossificação de uma articulação entre dois ossos através de cirurgia. O procedimento é realizado para aliviar dor intratável em uma articulação que não pode ser manejada com medicamentos ou outros tratamentos normalmente indicados.”

Para esclarecer, anquilose significa FUSÃO, e a artrodese é então uma fusão artificial de uma articulação, feita através de uma cirurgia. Tem várias técnicas, assim como pode ser feita em qualquer vértebra e local da coluna (cervical, dorsal e lombar), assim como pode ser por via anterior (pela frente) ou via posterior (pelas costas), tudo depende do problema apresentado.

enxerto osseo

No lugar da articulação é colocado um enxerto ósseo, geralmente retirado da bacia do próprio paciente.




Essa prótese dá estabilidade e fixação a essas 2 ou mais vértebras que estão envolvidas em algum tipo de doença da coluna vertebral, causando dor.

parafuso

E para garantir a fusão óssea completa é geralmente feita uma fixação com placa de titânio  e parafusos entre as vértebras.





A artrodese é indicada em alguns casos de espondilolistese, discopatias, degeneração discal, deslizamento de vértebras, hérnia-de-disco, traumas, dependendo sempre de cada caso, e se tem algum envolvimento neurológico.

O procedimento limita o movimento da coluna vertebral nas vértebras envolvidas, criando uma ponte óssea entre elas, a qual se funde totalmente em alguns meses.

A cirurgia envolve riscos como qualquer outra, e neste caso, principalmente de envolvimento neurológico.

A grande maioria dos pacientes se recupera muito bem, mas podem existir casos de problemas após a artrodese, podendo haver recidiva da deformidade nas vértebras adjacentes às fixadas.

A recuperação é um pouco demorada, depende do paciente, e pode ser dolorosa durante alguns dias. Faz-se o uso de coletes e colares ortopédicos, e de repouso pós-operatório.

A fisioterapia é muito importante para diminuir as dores e restaurar as funções da articulação afetada, além de alongamentos e instruções quanto à postura e limitações.

A MINHA CIRURGIA reflete quase tudo o que está esplanado acima, e pode ser visto mais detalhes, bem como vídeos de cirurgias , em VÍDEOS e em IMAGENS.



147 comentários:

  1. Depois de 6 meses de sofrimento, acabei acatando os conselhos médicos e passei por uma artrodese cervical (C5 e C6) em julho de 2010. Sou professora e tenho muitas dúvidas quanto a voltar ao trabalho. Sinto dores e formigamento ainda ao erguer o braço direito na realização de tarefas simples como lavar e pentear os cabelos. O médico fala que vai melhorar, mas estou muito insegura, parece que minha vida nunca voltará ao normal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde! os movimentos voltaram? pode passar seu e-mail?

      Excluir
    2. Olá! Os movimentos voltaram, mas continuo com muita dor e tomando remédios até hoje , como tramadol, e a força diminuiu. Meu e-mail: mararosane1@gmail.com

      Excluir
    3. Fiz a cirurgia de coluna lombar com artrodese em 4/11/2016 até hoje sinto muitas dores que não me deixa dormir direito fora a dor na minha perna direita que tem me preocupado muito tomo tramadol mais parece que não resolveu muito.estou muito preocupada com o meu futuro tenho medo de ficar em uma cadeira de rodas não quero nem imaginar...

      Excluir
    4. Olá Ana. Não pense assim, eu mesma no começo pensei assim também, mas agora depois de dez anos de convivência com o problema e dores, vejo que temos que ser positivos pra poder melhorar a vida e tudo mais. Não pense o pior, tudo vai se ajeitando...

      Excluir
    5. olá, fiz essa cirurgia há 5 anos e até hj sofro com muitas dores. vc ainda sente dor?

      Excluir
    6. oi Micaella, A minha cirurgia está completando este ano 10 anos e até hoje preciso tomar 2 tramal por dia e muitas doses de dipirona pra aguentar as dores. Tenho muitas limitações, não consigo fazer quase nenhuma atividade... é triste né?

      Excluir
    7. Olá a todos! Acabei de fazer a segunda cirurgia de artrodese na Cervical. A primeira ocorreu ha pouco mais de dois anos. Tenho um problema genético onde as hérnias surgem e explodem rapidamente atingindo a medula. O que tenho a dizer é como na primeira cirurgia a dor parece ter sido retirada com as mãos. Meu médico é um neurocirurgião especializado em coluna e utiliza uma prótese que não usa parafusos. O resultado é incrível. Sem dor, sem perder a mobilidade e recuperação muito mais rápida. Os sintomas desaparecem assim que termina a cirurgia. Sem formigamentos, sem dormência. Estou ótima e fiz a cirurgia há apenas 10 dias. Creio que todos que estão sofrendo com este problema devam procurar informações e façam a cirurgia. Não vale a pena ficar sofrendo. A qualidade de vida melhora 100%.

      Excluir
    8. Bom dia Angelita. Foquei muito feliz com sua mensagem. Poucas pessoas me relataram que fizeram a artrodese e estão bem. Gostaria que nos explicasse com mais detalhes a técnica que foi usada na sua cirurgia, tem nome essa prótese? ela é móvel? É que fui indicada para fazer nova artrodese na cervical e não quero fazer por ser de novo com parafusos o que tira muito a mobilidade e causa por isso muitas dores. E também nossos leitores irão gostar dessa explicação. Grata por seu depoimento e boa sorte. Mara

      Excluir
    9. Boa tarde, primeiro gostaria de saber da ANGELITA SANTOS sobre esse problema genetico que faz surgirem hernias e sobre o medido que a operou se é de SP? Em segundo lugar me identifiquei com varias pessoas, pois sofro de dores há quatro anos, sendo que há dois anos operei a cervical C4 C5, mas as dores persistem, e aumentaram ultimamente, então o neuro falou que terei que operar a C3 C6, ou seja, uma acima e uma abaixo, então ele terá que mexer na que foi feita, talvez tirar as duas e colocar quatro, mas estou com receio pois se trata de uma fusão e as duas estão "coladas", como não há medicação que tire minha dor, acho que não tenho outra alternativa, mas ainda vou falar com um ortopedista especializado, mesmo sendo o segundo neuro que disse que terei que operar quero uma terceira opinião. Mas faço qualquer coisa ´para me livrar dessas dores, se bem que as dores da coluna lombar, onde tenho protusões ninguem ira operar, pois não é o caso, então pelo menos que tirem a dor da cervical

      Excluir
    10. Oi Cláudia, sou a Mara, autora do blog. E como você operei a cervical há 10 anos, e não tenho um só dia sem dor, são 2 tramal de 100mg por dia desde então, e como você o médic o me indicou fazer nova cirurgia na vértebra acima para diminuirem as dores, mas ainda n]ao decidi, pois o pescoço vai ficar mais imóvel ainda e com mais restrições, ainda estou pensando o que fazer, mas não aguento mais as dores. Espero que pra você dê certo. Boa sorte. abços. Mara

      Excluir
    11. Pois é Mara..a gente fica sem saber o que fazer. ..mas viver com dor é difícil. .hj mesmo está insuportável...estou tomando pregabalina 100mg...mas é como se não tomasse nada..só me ajuda a dormir melhor rsrs

      Excluir
    12. Boa tarde sou tiago!!! Fiz cirurgia na cervical faz 15 dias....estou muito bem sem aquelas dores q.só quem tem hérnias sabe....Minhas próteses foi a Mobi-c q não tem parafuso.

      Excluir
    13. Oi Tiago, espero que fique tudo bem com você, eu não estou bem mesmo depois de 10 anos da cirurgia, mas no meu caso não era hérnia de disco, era outra doença, por isso tenho consequências, mas você poderia explicar melhor como é essa cirurgia sem parafusos, porque muitas pessoas aqui como eu que fizeram a cirurgia há mais tempo, todas foram com parafusos e estamos tendo consequências... sua experiência seria muito bem vinda pra nós.

      Excluir
    14. Fiz há 4 anos a cirurgia na c5-c6. Uma artrodese. Não coloquei parafuso também. Foi substituído o disco por uma prótese chamada CAGE. Tive uma ótima recuperação. Nao houve necessidade de colocação de placas e parafusos o q reduziria a mobilidade do pescoço. Operei em SP com o Dr Delcidio De La colleta. Excelente neurocirurgião.

      Excluir
    15. Oi Kátia, fico feliz por você já ter feito a artrodese dessa forma, porque hoje todas as consequências que tenho são devido às placas e parafusos, que me limitam muito e causam imensa dor devido à sobrecarga das outras vértebras por ter perdido a mobilidade de algumas. Convivo com dor 24 horas por dia... é bem ruim.

      Excluir
  2. não aconselho ningém faser estas cirúrgia,pois
    sofro muito,cuidado.

    ResponderExcluir
  3. Fiz uma artrodese da c5 c6 em Fevereiro deste ano,colocando uma protese MOBI.C;Acabei de descobrir que ficou grande.Foram apenas 2 meses e meio sem dor,agora nao fico sem medicaçao para dor,vou reoperar... JESUS TEM SIDO MEU ALICERSE E DE MINHA FAMILIA,CONFIA NELE QUE TUDO VAI DAR CERTO. JESUS TE ABENÇOE;ELE E O MEDICO DOS MEDICOS!

    ResponderExcluir
  4. Tambem passei por essa cirurgia na C5 e C6 e foi fixado 8 parafusos em minha coluna.Hoje apos 5 meses estou bem mas ainda não mexo o pescoço, estou em tratamento ainda e faço sessões de Hidroterapia. Agradeço muito à DEUS por não ter ficado paraplégica e também ao médico que me curou!DEUS abençoe atodos que passam ou passaram por esta situação tão dificil na vida.Somos vencedores!!!

    ResponderExcluir
  5. FIZ CIRURGIA DE ARTRODESE CERVICAL EM C5, C6, C7 ESTOU PIOR QUE ANTES, SINTO FORTES DORES, VIVO A BASE DE MORFÍNA E OUTROS MEDICAMENTOS.
    NÃO INDICO ESSA CIRURGIA PRA NINGUÉM.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, eu fiz a mesma cirurgia que vc, em setembro de 2015, no começo fiquei muito bem, agora já tem alguns meses que estou sofrendo com muita dor, caimbras no braço esquerdo onde foi pego um nervo antes da cirurgia, estou perdendo a força nele tbm, e as dores, nos dois braços, dores fortes...gostaria de saber da pessoa q postou q fez a cirurgia sem parafusos, qual é o nome do seu médico e onde ele atende, nos ajude ir favor

      Excluir
    2. Olá amigo, que pena que está com problemas, eu depois da minha cirurgia em 2007, tenho menos força no braço e sinto dores também, mas o que incomoda mesmo é a dor na cervical onde fiz a cirurgia, nas outras vértebras que ficaram sobrecarregadas, tenho que tomar tramadol todos os dias. Mas seus sintomas são diferentes. Espero que você tenha a resposta que solicitou. Boa sorte. Mara.

      Excluir
  6. Olá amigo, sua cirurgia foi parecida com a minha e as consequências também parecidas, gostaria que me escrevesse para trocarmos experiências e quem sabe possamos nos ajudar: mararosane1@gmail.com

    ResponderExcluir
  7. Fiz este procedimento na coluna lombar (se eu não me engano L4L5). Faz pouco mais de 4 meses. Estou ótimo, considero-me curado. Não lembro mais o que são dores. Sofri durante 7 anos com uma hérnia. Sempre falaram muita coisa sobra a cirurgia de coluna: é perigosa, não vai adiantar, etc. No meu caso correu tudo bem!
    O conselho que deixo aqui é para escolherem muito bem seu médico. Pesquisem, saibam sobre a vida dele. Se precisarem de algo, escrevam: daa3663@hotmail.com.

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  8. ola Dirceu,
    Obrigada pela visita em meu blog e pela msg. Que bom que sua recuperação foi ótima, meu caso não é hérnia de disco talvez por isso esteja mais complicado, embora também tenha uma hérnia na lombar, não é o que mais me incomoda. Esse conselho sempre falo também tem que escolher bem o profissional isso é o que vai ajudar muito.
    abç e boa sorte.
    Mara

    ResponderExcluir
  9. Emyle
    Olá, fiz uma artrodese na cervical e ao mesmo tempo retirei uma hernia na lombar dia 28\04/11, recebi alta 2 dias após as cirurgias e retornei ao hospital dia 01/05 com fistula licórica na lombar com uma dor de cabeça terrivel. Coloquei dreno para não reoperar, mas foi tudo em vão, reoperei a lombar dia 18/05 recebi alta dia 25/05 e retornei ao hospital com dor de cabeça dia 26/05 e recebi alta novamente dia 30/05. Continuo sentindo muita dor de cabeça, limitação dos movimentos do pescoço, muita dor na lombar e faz 2 dias que sinto dores nas pernas, nas coxas, nos joelhos e está voltando a dor ciatica. Alguém pode me dizer algo sobre isso, pois, meu médico fala que sou diferente de todas as pacientes dele e não me da explicação nenhuma.

    ResponderExcluir
  10. oi Emyle,
    Que estranho seu caso né? sempre recebo comentários e depoimentos, nenhum parecido com seu caso, mas a primeira coisa que penso é que deve procurar outro profissional pra ter outro parecer.
    Também sinto muita dor de cabeça e limitações no pescoço, mas se deve ao problema na cervical e algumas consequências da artrodese. Tenho hérnia de disco na lombar mas ainda não operei e sinto muita dor nas pernas por causa disso, mas depois de operada como você é bem estranho, pois a cirurgia deveria ter resolvido esse caso. Boa sorte.abço.Mara

    ResponderExcluir
  11. ola, alguem pode me dizer se com um mês de uma operação na c5 e c6, ficou com formigamento e queimação nas mãos e pés.Se isso é normal e se vou ficar boa logo.aguardo uma resposta urgente!Pois isso me incomoda muito. valderes

    ResponderExcluir
  12. ola Mara, fiz uma cirurgia de artrodese cervical devido a uma hernia que estava comprimindo a medula espinhal e sentia muitas dores no braço co parestesia e baixa da força, em resumo com comprometimento neirologico, ja havia feito varios tratamentos desde de fev/2010,tive que ficar em bomba de morfina por quase 3 dias para aliviar as dores pos operatoria, esta completando 2 meses, estou fazendo fisio para aliviar as dores, mas ainda sinto dores cervicais principalmente ao movimento e fraqueza no braço E, e atualmente percebi que se o forço alem do normal, no outro dia doi entre a articulaçao do ombro e braço depedendo do movimento do pescoço, o meu medo e ocasionar uma mielopatia, pois sinto muitas vezes tambem as pernas pesadas, minha visinha fez tambem esta cirurgia e ela ficou tbem com mielopatia, este e o meu medo.

    ResponderExcluir
  13. oi Mara, fiz o mesmo tipo de cirurgia que a sua, devido a uma hernia cervical c5c6 pois estava com comprometimento neurologico, alem das dores no braço E ate dedos polegar e indicador, havia formigamento e perda da força, apos a cirurgia fique quase tres dias na morfina em bic, esta completando dois meses apos a mesma, estou fazendo fisio para diminuir as dores, mas ainda sinto dores cervicais, e se forço um pouco a braço alem do normal, no outro dia sinto muitas dores entre a articulaçao do ombro e braço, dando a sensação que ele vai cair principalmente quando movimento o pescoço, etem dias que sinto um peso enorme nas pernas, não consigo mais caminhar como caminhava, meu medo e eu ter uma mielopatia como vc e uma visinha minha que operou pelo mesmo motivo que o meu, sei que nao serei a mesma pois nao poderei pegar muito peso, e trabalho como auxiliar de enfermagem, não sei como sera daqui pra frente, pois trabalho com muito paciete pesado, e sei que é humilhante ficar passando em pericia, pois tem muitos medicos que nao compreende o nosso problema e quer mais ver vc se matar, mas fé em Deus que tudo um dia dara certo.

    ResponderExcluir
  14. Oi Rosemary,
    Senti muito pelo seu depoimento, sua recuperação ainda com dores e consequências, mas o que posso dizer é que ainda é muito recente sua cirurgia, espere mais pra ver o resultado, e garanto que uma boa recuperação resulta em grande parte no que será no futuro. Eu infelizmente, hoje, depois de 4 anos da cirurgia tenho dores no pescoço, na nuca, na cabeça, nos braços, nas pernas, na lombar, nas costas, nos ombros... em tudo rsrsrsr e muuuuita limitação, mas garanto também pra você que cada caso é um caso e já tive vários depoimentos aqui de pessoas que fizeram essa mesma cirurgia e NUNCA mais sentiram nada, estão ótimas e com vida normal. Desejo de coração, boa sorte pra você e obrigada por visitar meu site. abços. Mara

    ResponderExcluir
  15. Olá Valderes,
    No meu caso não tive esses sintomas e ainda não recebi nenhum depoimento que também tenham tido caso parecido.

    ResponderExcluir
  16. Olá querida estou muito anciosa, pois meu marido tem uma érnia de disco e está com indicação de cirurgia de artrodese de coluna, segundo o médico a L4 e L5 estão sem líquido secas e falou que a solução seria cirurgia, será que não tem outra opção, quais os riscos, ele falou que precisava colocar um alongador.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  17. oi Sandra,
    Pelo que tenho visto depende da situação, se a hérnia estiver pressionando o nervo às vezes é preciso, mas muitos defendem a melhora de hérnia de disco com fisioterapia e outros meios... já vi relatos dos 2 casos... mas como evitar a cirurgia é sempre o melhor, vale a pena consultar pelo menos 3 médicos e saber a opinião ...
    boa sorte pra vocês!
    Mara

    ResponderExcluir
  18. FIz tem 3 dias e estou super bem sem dores nenhuma foi c5 c6 e c7

    ResponderExcluir
  19. Oi Ale... que coisa boa, isso é maravilhoso, quem dera não sentir dor.
    Boa sorte.
    abços.

    ResponderExcluir
  20. Oi Mara é a Rosemary, minha cirurgia de artrodese cervival c5c6 ja faz quase 6 meses, e ainda sinto dores cervical, perda de força do MSE e mao, as vezes parece que a dor vai diminuir mas é so forçar o braço que ela almenta ate o primeiro nivel da toraxica, ainda sinto dormencia no braço principalmente durante a noite, fiz uma nova ressoncia, e acusou um hipossinal de desidratação degenerativa nos noveis operados, as vezes acho que a cirurgia nao fez o efeito que deveria fazer, o medico disse que devido ter estado com a hernia comprimindo muito tempo a raiz nervosa c6 a melhora devera demorar um pouco mais, espero em Deus que melhore.
    bjs.

    ResponderExcluir
  21. oi Rosemary,
    Meu caso é parecido, depois de 4 anos, ainda tenho dor no braço e perdi muita força também... o médico falou parecido com o seu que como o nervo é muito sensível e esteve comprimido por bom tempo... fica machucado e por isso dói... só Deus mesmo pra nos ajudar, tomo até hoje fortes analgésicos e tenho muitas restrições. Boa sorte e continue me contando o que está acontecendo, assim quem sabe podemos nos ajudar.. bjs

    ResponderExcluir
  22. Pessoal, postei neste forum há 4 meses, no intuito de mostrar que uma cirurgia não é tudo aquilo que falam. Depois de 8 meses considero-me curado, minha vida está normal. Mas não esqueçam o que falei há 4 meses: procurem um excelente profissional. Pesquisem sobre ele, verifiquem seus trabalhos. Isso é fundamental. Segue um e-mail que mandei para uma colega daqui, talvez ajude muita gente também?

    Olá Adriana!

    Vou relatar o meu caso inicialmente: hérnia de disco em l4l5, sofrendo com dores com irradiação para as pernas. Durante 8 anos sofri muito, a ponto de ter minha vida profissional e pessoal prejudicadas. Sempre tive pavor de cirurgias e resisti ao máximo que pude. Em verdade as dores iam e vinham. Havia períodos que aumentava a crise, havia períodos que elas desapareciam. Por isso, sempre com respaldo médico, ficamos apenas acompanhando. No meio do ano passado voltei a sentir dores. Novamente tive que me afastar do trabalho. Aí ocorreu um fato novo. Meu filho, de 3 anos na época, teria que passar por uma cirurgia, pois corria risco de perder um rim. Eu não poderia deixá-lo passar por isso sem saber como seria. Como meu ortopedista disse-me que estava chegando a hora da minha cirurgia, minhas dúvidas acabaram. Dia 13/12/2010, uma segunda-feira, fiz a artrodese. Na terça-feira levantei e tomei banho sozinho. Na quarta-feira recebi alta! 3 dias no hospital!!! Meu médico ficou admirado com minha recuperação. Passados 8 meses, não sei mais o que é dor. Estou curado! Apenas para complementar, meu filho operou 1 mês depois de mim e também correr tudo bem!

    O segredo: procure um excelente profissional (não bom, não ótimo, EXCELENTE). Isso é fundamental neste procedimento. Outra coisa: esqueça neurocirurgião. Ele vai tratar o problema neurológico. E o que consiste isso? Em descompressar a medula, retirando a hérnia. Ele não vai tratar o disco. As dores voltarão. Um amigo fez isso, retirou apenas a hérnia. Resultado: 1 ano depois estava novamente em um centro cirúrgico. Ele fez a mesma cirurgia que a minha, no mesmo local. Detalhe: o que fizemos foi a artrodese. Colocamos 4 parafusos na coluna e a região foi isolado. Perdemos um pouco a mobilidade da articulação da lombar. Mas como não somos atletas, nem percebemos isso. A vida está normal, com trabalho, família e esportes. Sim, esportes! E, para finalizar, esqueça também a fisioterapia neste momento. Ela de nada adiantará.

    Procure um excelente médico ortopedista. Isto é fundamental para o sucesso da sua cura.

    Add no msn. Este e-mail eu acesso muito pouco. Se precisar falar comigo, encaminhe mensagens para: dirceu@celepar.pr.gov.br. Moro em Curitiba.

    Desejo-lhe muita sorte!

    Dirceu!

    ResponderExcluir
  23. Olá Han,
    Tens TODA razão, o principal de tudo é o médico profissional que tem que ser O "especialista".
    Muitíssimo obrigada pela contribuição.

    ResponderExcluir
  24. Olá
    Eu fiz uma artrodese lombar L4L5 há 1 mês. Quem me operou foi um ortopedista excelente. No início tinha dores nas pernas e estava preocupada. Fiz um TAC para ver se os parefusos estavam bem metidos. Estava tudo bem. As dores foram passando. Antes tinha dor ciática constante, durante 5 anos e estava a ficar encurvada com as dores. Ao ler estas mensagens fico com medo que as dores voltem. Para já, sinto-me muito melhor do que dantes. Tenho um pouco de tensão no tronco, Espero que as dores não voltem. Abraços Kicas

    ResponderExcluir
  25. Olá Kicas,
    Obrigada pela visita. Também vou torcer pra que suas dores não voltem. Eu agora depois dos problemas e cirurgia na cervical também estou precisando operar a lombar, mas estou protelando essa decisão, mas as dores nas pernas e lombar estão grandes. Boa sorte pra você.
    Mara

    ResponderExcluir
  26. Olá Mara,fiz a cirurgia artrodese na c5c6,incisão anterior,fazem 2 anos,só fiquei bem 8 meses,depois só terríveis dores de cabeça,que nem morfina resolve,fora a pressão que fica muito alta e não sou hipertensa,preciso fazer novamente a cirurgia,vou retirar a placa e colocar outra,porém desta vez a incisão será posterior,Pois ela será de alto risco,poderia até ficar tetraplégica se fosse feita incisão anterior...Minha irmã,há 2 anos também fez a 2ª cirurgia,com incisão anterior está ótima é enfermeira,trabalha normalmente...Meu neurocirurgião ,não queria fazer essa cirurgia,pois minha coluna está muito traumatizada,mas não tenho outra alternativa...Vou faze-la na 2ª quinzena deste mês,com fé em Jesus e já deu tudo certo...beijão e Paz*...Silene Sales

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Silene!
      Não tive problemas com pressão, mas tenho dor de cabeça e na nuca todos os dias, vivo à base de remédio pra dor, nunca mais fui a mesma. Meu médico também indica outra cirurgia, mas por enquanto não estou querendo fazer por receio de ficar pior.
      Vou ficar aqui torcendo por você. bjs. Mara

      Excluir
    2. Olá Silene. Como foi a 2@ cirurgia? Achobque estou com problema semelhante. Fiz artrodese e depois de 2 anos as dores e compreensão do nervo voltou. Fiz ressonância. Não sei o que fazer.Noemia

      Excluir
  27. Estou sem saber o que pensar. Hoje tem 4 dias que fiz a cirurgia de artrodese cervixal c6 c7 e sinto dores terríveis, durmo sentindo dor, acordo sentindo dor, além de tudo tenho fibromialgia, e meu Deus, será que não vai resolver o problema?! Deus tenha misericórdia

    ResponderExcluir
  28. Olá Nyna! O importante nessa hora é ter muuuuuita paciência, não é fácil mesmo, mas vai melhorar, tenho certeza. Também tive fibromialgia e com o tratamento resolveu. Hoje depois de muitos anos da minha cirurgia ainda tenho dores na coluna cervical e tomo muitos analgésicos, mas cada caso é um caso. No meu caso tenho 4 vértebras cervicais já "coladas" e o meu médico disse que como as que sobraram estão sobrecarregadas por causa dos movimentos, sinto essa dor.

    ResponderExcluir
  29. Olá eu fiz a artrodese de coluna lombar em 2014, coloquei pinos na L3,L4,,L5,L6 e S1a minha recuperação foi lenta foram 5 meses de dor, mas após o 6 mês voltou tudo ao normal, voltei a trabalhar e até hoje nunca precisei ficar afastada por conta da coluna, só sinto dor quando eu forço um pouco, não me arrependo de ter feito s cirurgia, o único incomodo e calçar ténis e colocar meias, agradeço a Deus e o DR. Lucas Vasvoncellos que fez minha cirurgia um sucesso, espero ter ajudado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Su, que bom que está melhor, também agradeço ao meu médico pelo sucesso da minha artrodese na cervical, pena que ainda tenho dor até hoje, porque já tinha fusão de vértebras desde antes da cirurgia e então as que sobraram ficaram sobrecarregadas.

      Excluir
  30. Olá!
    Me chamo Adrielle e tenho 22 anos.
    Há um ano e meio atrás estava tomando banho e senti uma fisgada forte na região da nuca, tão forte que nem ao menos consegui sair do banho com ajuda e faltou pouco para desmaiar.
    E desde então passei a ter quadros de torcicolo com frequência, chegando a utilizar o colar cervical diversas vezes, e uma vez também tive o que foi diagnosticado como tendinite e fiquei com o braço esquerdo engessado.
    Em abril desse ano as dores aumentaram consideravelmente, o que me fez procurar um ortopedista (havia passado apenas em pronto socorro), e o mesmo me passou 10 sessões de RPG, que abandonei devido as dores estarem cada vez maiores na quinta sessão.
    Nesse período todo fiz uso de relaxantes musculares, codein, alginac, profenid, etc. Fora as diversas vezes que tomei medicação na veia devido a intensidade da dor.
    E nas últimas semanas (passei o mês de junho de férias e tive uma melhora uma vez que fiquei boa parte do tempo deitada) logo após retornar ao trabalho a dor passou a ser mais forte todos os dias, quase insuportável na maioria deles. Trabalho sentada na frente do computador das 08:00 às 18:00 e não estou conseguindo ficar muito tempo sentada.
    Na semana passada fui ao pronto socorro e fiz uso de dipirona, profenid e decadron, que não aliviou a dor e precisei tomar tramal.
    Ontem novamente fui uso dessa medicação, porém após o uso do tramal a dor permaneceu. Posteriormente fiz uso de uma dose de morfina, que apenas aliviou um pouco a dor e passou somente com a segunda dose.
    Hoje estou novamente com bastante dor, queimação na nuca, muita dor e dormência no braço esquerdo e sem força muscular alguma. O braço parece estar um pouco trêmulo também e até para digitar está difícil.
    Sei que devo ser avaliada por um especialista, e ontem tive a primeira consulta com um neurocirurgião que solicitou um exame de raio x da coluna, ressonância e tomografia, que serão realizados na próxima semana. Mas fico preocupada com o que isso deve ser. Li muito a respeito e me parece hernia.
    Porém algo que não sei se devo levar em consideração é que por 2 dias tive um leve aumento na temperatura.
    Enfim, gostaria apenas de falar sobre isso com alguém "neutro".
    Obrigada pela atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adielle. Que pena essa situação que está passando, dor é muito ruim mesmo. Mas a melhor coisa que fez foi consultar especialista e logo saberá o diagnóstico com esses exames. Eu passei coisas parecidas no começo durante quase 1 ano com consultas , fisioterapias e remédios e nada melhorava minhas dores, até que um especialista da coluna pediu esses exames aí descobriu logo o que era e pude me tratar. Desejo boa sorte pra você e melhoras.

      Excluir
    2. Tomara Deus que eu fique boa ,pois dia 28/08/2016 vai fazer um mês que fiz cirurgia da cervical o doutor colocou 6 parafusos , espassamento e uma placa ,estou em recuperação ,meu braços dói e sinto fraqueza ,sem contas das hérnias lombar que me encomoda , é só Deus por nós

      Excluir
    3. Tomara Deus que eu fique boa ,pois dia 28/08/2016 vai fazer um mês que fiz cirurgia da cervical o doutor colocou 6 parafusos , espassamento e uma placa ,estou em recuperação ,meu braços dói e sinto fraqueza ,sem contas das hérnias lombar que me encomoda , é só Deus por nós

      Excluir
  31. Boa noite pessoal ,eu fiz cirurgia dia 28/08 vai fazer um mês to de cólera e rezando pra tudo correr bem ,dói muito meus braçotenho fraqueza o doutor colocou 6parafusos e espassamento e uma placa em 3hernias ,e tem duas que não pode ser mexido por conter riscos ,mas no momento estou em recuperação e tomara que fico boa ,já tenho hérnias lomba aff

    ResponderExcluir
  32. Boa noite pessoal ,eu fiz cirurgia dia 28/08 vai fazer um mês to de cólera e rezando pra tudo correr bem ,dói muito meus braçotenho fraqueza o doutor colocou 6parafusos e espassamento e uma placa em 3hernias ,e tem duas que não pode ser mexido por conter riscos ,mas no momento estou em recuperação e tomara que fico boa ,já tenho hérnias lomba aff

    ResponderExcluir
  33. Deus te ajude pois tem mais de 5 anos q fiz a mesma cirugia mas apena com 4 parafusos pois só havia uma hernia, e ate hoje sinto dores, cronificaram, e ainda sim formou uma hernia ossea pois o enxerto osseo cresceu mais que devia, e mais dois bico de papagaio em e acima e um abaixo, uma retificação l5s1 que mal fico de cococara que caio para tras e mais um abaulamento l4l5, nao me deixam trabalhar, com alta do inss , com processo de aposentadoria, agora esta tudo na mao de Deus, boa sorte amiga, e tenho apenas 43 anos, a doença iniciou-se com 37.

    ResponderExcluir
  34. Vou aqui torcer pra você melhorar, as dores cronicas que ficam são imensas, não vivo sem analgésicos até hoje, e muitas restrições. Fez muito bem em entrar com processo pra tentar a aposentadoria, a minha consegui depois de 7 anos afastada pelo INSS.

    ResponderExcluir
  35. Boa noite a todos! Mara, fiz artrodese cervical em dezembro de 2010. Fui diagnosticada com mielopatia espondilótica cervical e foi por abordagem anterior em 3 níveis: c3/c4 c5/c6 e c6/c7. Antes de operar, sentia muitas dores no pescoço, fraqueza e falta de equilíbrio nas pernas! Essa é uma doença degenerativa e progressiva e fui orientada a pelo neuro a operar com urgência, pois corria o risco de perder os movimentos das pernas e braços, pois minha medula estava sendo comprimida, já afetando minhas pernas, braços... Foram colocados cages, placa e 8 parafusos de titânio! Isso já fazem quase 6 anos! Após a cururgia voltei a andar, e agradeço muito á Deus! Maas fiquei com várias restrições e dores crônicas no pescoço, cervical, ombro(esquerdo), e adiquiri cefaléia cervicogênica. Após anos de sofrimento(com períodos curtos de afastamento e trabalhando a maior parte do tempo), enfim há um ano consegui me aposentar por incapacidade! Minha qualidade de vida ficou bem afetada, pelas dores e restrições nos movimentos de flexão, rotação e extensão! Quando há mudança brusca na temperatura, fico de cama, pois no local que foram colocados os pinos, dói muito! Dói tanto que até a roupa machuca! A pele no local fica muito sensível ao toque. Já estou com a ressonância magnética marcada (faço uma vez por ano). Será que pode ter alguma complicação, ou essas dores são sequelas da artrodese? Os médicos sempre dizem que as dores são inevitáveis, já que meu caso foi grave e que se não tivesse feito a cirurgia, corria o risco de ficar tetraplégica! Por favor, se puderem me dêem uma opinião sobre meu caso. Desde já, agradeço e desejo melhoras e alívio a todos que passaram por situação semelhante á minha. Fiquem com Deus, abraços...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Lendo seu caso, me imaginei muito nele, comigo é idêntico, tanto as causas quanto às consequências, e o meu médico disse a mesma coisa que o seu. Infelizmente vamos ter que nos adaptar/acostumar à essas sequelas, mas pelo menos fomos socorridos à tempo e voltaram os movimentos né? Torço pra que fique bem. Abraços. Mara

      Excluir
    2. Boa noite Mara, que bom que me respondeu! Fiquei feliz por isso... Vc também sente dores no local dos pinos? Estou um pouco preocupada, porque antes eu sentia essas dores por um dia ou dois, mas já fazem uns 4 dias que dói muito, sinto as pernas pesadas quando ando e isso tudo me fez lembrar dos sintomas que tive quando tudo começou! O que vc acha? Posso estar com alguma complicação na artrodese ou são as ditas sequelas mesmo? Obrigada mais uma vez, e se puder me responder... Abraços. Edna

      Excluir
    3. Bom dia, acho que pode ser as duas coisas, eu sempre sinto sensível onde tem os pinos mesmo... mas meu médico pede periódicamente rx e ressonância para ver se está tudo bem com eles. Acho que deve fazer os exames pra confirmar, mas dores sempre sinto... aliás diariamente! Na semana que vem vou fazer meus exames deste ano porque minhas dores tem aumentado muito. Meus braços e pernas sempre doem e também ficam pesadas com qualquer esforcinho extra.

      Excluir
  36. Oi Mara não conhecia essa página li tudo agora rsrs. Fiz uma artrodese de L5 S1 em dezembro de 2014. Não teve muita melhorar fui arrastando com dores e dificuldade para andar. Reoperei em abril de 2016 troquei os parafusos que estavam fora do lugar. A dor manteve intensa tomo metadona de 12/12 horas. Agora vou reoperar daqui uns 10 dias por via anterior pra trocar a prótese que saiu do lugar está quase dentro da cavidade abdominal. Sinto muita dor, muita limitação. Estou a 2 anos afastada tenho 36 anos será que tenho alguma chance de aposentadoria por invalidez? Boa sorte pra você.

    ResponderExcluir
  37. Olá! Que pena que está tendo que operar novamente, Eu estou precisando de mais 2 cirurgias pois está comprimindo a medula de novo em outros 2 lugares ( lombar e cervical), mas a primeira cirurgia não deu problema. Quanto à aposentadoria tem que ter muuuuita paciência, é bem difícil, fiquei 8 anos afastada antes de me aposentarem e só me aposentaram porque eu já tinha completado o tempo de aposentadoria por tempo de contribuição... e você viu que agora o governo está chamando os aposentados por invalidez com menos de 60 anos para fazer nova perícia e ver se já podem voltar a trabalhar? estou nessa, vão me chamar.

    ResponderExcluir
  38. bom dia Mara fiz artrodese cervical em c4,c5 e c6 em janeiro deste ano, e ainda tenho alguma dificuldade para dormir em determinadas posições e não recuperei a força no braço direito onde ainda tenho dores menores que antes da cirurcia mas ainda com dores principalmente nos dias que faço maiores esforços e tambem não consigo dirigir por longo tempo no transito por cansaço e dor apos repetitivas trocas de marchas, estou entrando contra o inss pois fiquei sabendo que a empresa colocou meu caso como doença e nao como acidente de trabalho pois trabalho em uma grafica e trabalhamos com eixos e cilindros pesados alem de movimentos repetitivos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Paulo. Que pena que ainda sente dor, mas esses problemas na coluna são difíceis mesmo, eu tenho dores até hoje quase 10 anos depois da cirurgia, também tenho dores e diminuição de força no braço, menos do que antes, mas tenho muuuita dor na cervical, tomo muitos remédios pra dor até hoje. Não dirijo mais porque também me dói de ficar virando o pescoço. mas é difícil as empresas colocarem como acidente de trabalho, se você levar um atestado do seu médico dizendo que é ac idente de trabalho e cid correspondente e levar no atendimento do INSS pode pedir pra colocar como acidente por você mesmo, eu até que tentei, mas o inss no meu caso errou o cid ao digitar e nunca consegui regularizar, mas tem essa opção sim. Desejo melhoras e boa sorte pra você.
      Vá no site do inss http://www.previdencia.gov.br/servicos-ao-cidadao/todos-os-servicos/comunicacao-de-acidente-de-trabalho/ em PROCURE UMA AGENCIA INSS e preencha a CAT você mesmo e depois leve pro seu médico preencher a parte dele, depois é só levar no INSS.

      Excluir
  39. Boa tarde mara, em 2010 fiz cirurgia da c4c,c5, passou menos de um ano a as dores voltaram, em setembro do ano passado fiz ressonância e apareceu hérnia na c5c6, passou seis meses e apareceu outra hérnia ns c6c7 fiz s cirurgia a seis meses e apareceu outra hérnia, agora na c3 estou com placa ligando c4 s c7 dói cabeça e braços e médico disse que neste local não dá mais para fazer cirurgia, perdi muito s mobilidade, não consigo olhar para baixo, e não consigo digitar,recebi mais três meses para fisioterapia, mas não é esta dando resultado o que posso fazer?

    ResponderExcluir
  40. Boa tarde, não posso te dizer o que fazer, só seu médico, mas posso relatar minha experiência, e não é muito diferente da sua. Operei em 2007 e até hoje tomo vários analgésicos fortes por dia, agora vou operar de novo por causa de hérnia de disco também, e meu médico também me disse que não dá pra fazer muita coisa no caso, já que quase todas as vértebras da cervical estão coladas e é isso que causa muita dor. Também perdi muito movimento, digitar causa muita dor na nuca e dá dor de cabeça, por isso só entro no computador 1 vez por dia durante alguns minutos e celular nem pensar. Sinto não poder ajudar, mas parece que quando o problema é na cervical não tem mais o que fazer mesmo. O que ajuda mas não muito é a fisioterapia ou osteopatia que também é bom e faço.

    ResponderExcluir
  41. Olá,fiz uma artodrese na l4/l5 e o médico solicitou,pois tinha dormência no pe direito,hoje faz um mês que fiz a cirurgia e ainda continua a dormência,aalguém aqui com um caso igual ao meu!! grato

    ResponderExcluir
  42. Olá,fiz uma artodrese na l4/l5 e o médico solicitou,pois tinha dormência no pe direito,hoje faz um mês que fiz a cirurgia e ainda continua a dormência,aalguém aqui com um caso igual ao meu!! grato

    ResponderExcluir
  43. Olá,fiz uma artodrese na l4/l5 e o médico solicitou,pois tinha dormência no pe direito,hoje faz um mês que fiz a cirurgia e ainda continua a dormência,aalguém aqui com um caso igual ao meu!! grato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Olá Maurício, quando fiz a artrodese tinha dormência no braço, e logo após a cirurgia da cervical não aconteceu mais, porém fiquei com a força diminuída e ainda dói o braço.

      Excluir
    3. Ola mauricio realizei artrodese em l3,l4,l5,s1, tenho hernias desde 18 anos ja tinha rralizado lanomectomia em 2012, tenho lesão no ciático e tb tenho dormencia fa panturrilha ate os dedos do pé, ja fiz de tudo, medicamento, fisoterapia, aculputura, e nada adiantou essa é uma lesão irreversivel no meu caso comprovado por eletroneuromiografia. Tente de tudo antes de ter certeza. Eu aprendi viver com a dormencia, é melhor ficar dormente do q doer...rs

      Excluir
  44. Olá Mara, fiz cirurgia por via anterior para tratar de uma mielopatia cervical"discectomia + artrodese com cage e placa em c3 e c4, com 4 parafusos" em junho de 2015;Como possuía comprometimento neurológico, minha recuperação veem sendo lenta, pois continuo sentindo parestesia na mão direita, enrrigecimento no braço, dores nos joelhos e tronco, principalmente quando fico de pé ou sentado por muito tempo. Estou afastado das minhas funções laborais deste aproximadamente um ano e meio; Sou professor e sinceramente não sei mais o que fazer, pois não consigo mim reabilitar, faço fisioterapia durante todo este tempo e preciso realmente deste suporte de pessoas que passaram ou que passam por problema similar, pois não podemos desanimar ou desistir.
    Em março deste ano "2016", fiz ressonância que detectou sinais na medula, fruto da compressão na medula, causada pela mielopatia. O neurocirurgião que mim acompanha mim alertou sobre as sequelas que estas podem mim deixarem caso a medula não se regenere, só mim resta continuar o tratamento fisioterápico e pedir a Deus que possa mim dar forças para superar este momento difícil e que este possa propiciar com sua divindade a completa recuperação da minha medula. Obrigado pelo espaço de compartilhamento desta experiência e desejar a todos muita força e sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo...RS
      Fiz a cirurgia de arredores na l4 l5 e S1 e fiquei duas hastes d titânio e dois espaçadores...estava sofrendo com dores alucinantes mas o que culminou em minha internação foi perder a força das pernas e não conseguir ficar em pé. Nesse episódio estava trabalhando e saí d lá d Resgate. Após uma semana d internação sem melhoras,tomando banho de leito e usando fraldas, e uma ressonância, comparada com uma q havia feito 5 meses antes o medico percebeu q eu havia piorado é a única opção era a cirurgia...feita em 14 de Setembro de 2015...pois é...To Andando...mas toda dura...não posso abaixar, nem fazer movimentos para frente...sentada apenas 1 hora no máximo, em pé se andar um pouco mais fico dois dias d cama devido as fortes dores: detalhe, agora pelo corpo todo. Me sinto muito cansada e os remédios nem fazem mais efeitos. Nem injeções quando estou com picos de dor ...fiquei com muitas limitações...e olha q,meus cirurgiões são renomados.
      Mas me sinto muito cansada...preciso do áudio de uma bengala pra,sair...pois é o q,me da sustentação. Fico feliz por quem se deu bem. Se quiser trocar maus idéias sobre, RS, meu e mail dricruzbatista@gmail.com

      Excluir
  45. Olá! Sua cirurgia foi igual à minha, mas vejo que seus comprometimentos são maiores. Hoje o que sinto é dor ainda no lado esquerdo e diminuição de força, e sinto muuuita dor na cervical, tenho que tomar analgésicos diariamente, o médico disse que as demais vértebras ficaram sobrecarregadas e por isso a dor, e contando que também tenho vértebras fundidas desde antes da cirurgia.Vejo que sua situação é bem complicada com o comprometimento neurológico. E eu também já fiz anos de fisioterapia e não vi melhoras com isso, hoje faço pilates com restrições, alongamentos, quiropraxia, mas vejo poucos resultados, as dores e restrições permanecem sempre e olha que já fiz a cirurgia há 10 anos. mas como você bem disse não podemos desanimar, eu sou bem positiva e tento ver sempre o melhor lado, de que ainda estamos podendo lutar. Fico aqui na torcida pra que tudo se resolva da melhor forma pra você. abços.

    ResponderExcluir
  46. Boa noite. Meu pai fez uma cirurgia para descompressão da coluna cervical com artrodese. Antes ds cirurgia ele andava somente com auxilio do andador. Há cerca de 6 anos ele começou a apresentar dificuldades para andar, arrastava um pouco a perna esquerda e sentia dores na direita. Com o tempo as dores foram aumentando assim como a falta de sensibilidade do lado esquerdo. De 2013 pra cá ele se tornou totalemente dependente do andador. Infelizmente só conseguimos dinheiro pra realizar a cirurgia esse ano, esta que foi feita as pressas.
    Hoje ele está com 5 dias de cirurgia. Antes de operar ele ainda conseguia se locomover mesmo com muita dificuldade com o andador, agora ele nem consegue mais levantar a perna. No hospital, com 2 dias de operado ele conseguiu andsr uns 20 metros com muito esforço com ajuda da fisioterapeuta, mas agora não consegue nem dar dois passos sem cansar. Minha preocupação é a cirurgia ter aumentado ainda mais a lesão aos nervos. O médico diz que é normal mas que só começaremos a ver resultados com cerca de 4 semanas de cirurgia. Estou desanimada, antes de operar ele já não tinha mais controle do esfíncter urinário e só conseguia defecar com enema. Agora ele vive de fraldas porque não consegue levantar a tempo pra pegar o penico e também está sem o controle do esficnter anal.
    Estou tendo que trocar fralda dele pelo menos 5 vezes ao dia e dar banho também.
    Não sei se isso é consequência do cansaço da cirurgia ou se ele vai ficar assim pra sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida Jacqueline. Li sobre a história do seu pai. Pelo que tenho visto problemas na coluna são sempre complicados, mas pelo que vi seu pai já tinha comprometimento de nervos, mas mesmo assim, a cirurgia tá muito recente, e a recuperação é grande. Quando fiz minha cirurgia da cervical fiquei 3 meses em recuperação e não foi nada fácil. Tenha esperança e fé, se Deus quiser vai melhorar. Estou aqui torcendo por vocês.

      Excluir
  47. Oi Mara td bem, faz mais ou menos 3 anos que fiz uma postagem aq no seu blog, q havia realizado uma mesma cirurgia q vc, e ainda estava com muitas dores, se vc procurar vc vai encontra-la, pois, e amiga agora com quase 6 anos, estou na mesma,cronificou as dores agora com fibromialgia,inflamaçao nos quadris, formaçao de uma nova hernia cervical abaixo da q havia operado, com leve estenoso na l5s1 e abaulamento l4l5, burcite, tendinite e artrose nos dois ombros, estala td qdo acordo, são dores constantes, principalmente qdo abuso fazendo o q nao devo, pra ter uma ideia amiga estou tomando gabapentina 300mg, 10 comp. por dia, morfina, clonazepan,lyrica, e um outro q nao me lembro o nome agora td controlado, passei com a fisiatra ela disse que medicaçoes ja estou tomando o suficiente, ela so tirou um e o colocou cataflan que o mesmo q nada, e fisio, so que fiz fisio mais de 5 anos e nao vi resultado algum, nao posso fazer varios exercicios pois a maioria são de gde impacto,pra ter uma ideia até passar um pano na casa ja me causa dores, agora sinto tanta dor ate dorsal, ta dificil, e o pior que fiz uma pericia recentemente o medico nem olhou pra mim, nao anotou nada no sistema, nem sobre os novos exames com alteraçoes, nem sobre as medicaçoes, agora imagina como sai de la, voltei pro hospital onde trabalho e ele me manda de novo pro inss, pois, trabalho com doentes, pego paciente pesados, curativos que requer q eu fique com a cabeça baixa forçando o pescoço e as medicaçoes, ele disse como vou tratar de doentes dopada, e se faço alguma medicaçao errada e causo danos ao paciente ou ate o mato, ou eu cair e piorar minha situação, vai sobrar pra ele, pois, ele quer um laudo do neurologista toda vez que o perito me da alta, mas ele que um laudo que o med, fale que estou 100 por cento, mas e impossivel, minha vida esta uma novela, o meu advogado falou que so com o laudo de um dos medicos ja me dá o direito de me aposentar, é amiga esta nas maos de Deus, pois, no meu trabalho as irmas nao aceitam nem readaptação, pois, meu trabalho é cuidar, então readaptar como, na minha area de aux. de enfermagem nao tem serviço buracratico, esta muito dificil so meu marido trabalhando, tem medicções q nem estou tomando pois nao tenho dinheiro para comprar e é muito caro, mas Deus sabe de tds as coisas, esta nas mãos dele, e creio que Ele fará o melhor pra mim.

    ResponderExcluir
  48. Olá querida. Fico triste com seu depoimento, é tudo muito parecido comigo, depois de 10 anos de cirurgia ainda sinto muitas dores e restrições, meu médico diz que as vértebras da cervical que sobraram melhores estão sobrecarregadas e por isso a dor e não tem o que fazer, tomo diariamente também muitos remédios e já passei também por fibromialgia e tomei esses remédios que você está tomando. Fico triste porque parece que os problemas na coluna não tem fim, mas amiga não podemos desanimar, temos que ser fortes, embora eu fale isso mas estou em tratamento pra depressão em consequência de tudo isso. Também já fiz anos de fisioterapia e não vi muita melhora. O que ajuda mesmo são os remédios e como você não consigo fazer os serviços de casa, dói demais. Exercícios nem pensar, só faço caminhada. E quanto ao INSS não posso nem me lembrar, é humilhante, me aposentaram depois de 7 anos de idas e vindas, como você, recebia alta do INSS e a empresa não me aceitava de volta, e assim fiquei por 7 anos sofrendo, até que me aposentaram mas só porque completei meus 30 anos de contribuição e então quando fui dar entrada pra me aposentar por tempo, disseram que não poderiam me dar alta e então me aposentaram por invalidez. Mas agora você sabe que o governo está chamando nós pra rever essa aposentadoria ... é cruel. O que posso fazer é ficar aqui na torcida pra que as coisas melhorem pra você, mas não esqueça otimismo ajuda, embora eu sei como é difícil. Mas é o que me ajuda até hoje. abraços e boa sorte.

    ResponderExcluir
  49. É pessoal! O lance da colune é muito complicado! Eu fiz a artrodese anterior da cervical entre os níveis C5-C6, com compressão das raízes dos nervos e também uma compressão leve do nervo central. Também tenho um início de extrusão entre as C6-C7. O neuro preferiu operar apenas as C5-C6 por não haver sintomas mais significantes e por não estar comprimindo o nervo central. Tinha muitas dores nos cotovelos, braços, punhos e dedos com formigamento absurdo. Do lado esquerdo já tinha até uma atrofia neural com restrição de movimentos. Também tinha uma alteração grande na curvatura da cervical. Não foi colocado placa nem pinos, apenas o cage com a prótese óssea da bacia e também foi feita a retificação da curvatura da cervical. Nos primeiros 3 dias pós cirúrgicos eu fiquei muito feliz, pois não tive dores, a parestesia simplesmente sumiu e a movimentação dos braços melhorou muito. Hoje, 3 meses após a cirurgia, infelizmente voltei a ter dores fortíssimas, principalmente na lateral esquerda da cervical, dores na nuca, sensação de pescoço endurecido e musculatura das costas bem dolorida com muitos espasmos. Voltei ao médico já por 2 vezes e o mesmo diz que é normal e que as dores vão persistir por mais de 1 ano, podendo chegar a 2. Diz que como houve muita lesão neural e muscular, a regeneração acaba sendo dolorida. Instruiu a fazer uma academia assistida para fortalecimento muscular específico. Infelizmente, percebi que essas dores me acompanharão durante toda minha vida. Dirigir tornou-se um ato doloroso, principalmente em grandes distâncias. Só fico realmente mais aliviado, pois o havia o risco de perder movimentos do braço esquerdo e isso, pelo menos, normalizou. Vejo aqui que muitos operados, seja da lombar ou cervical, voltam a ter dores frequentes. Lógico que cada caso é um caso. Mesmo com as dores retornando, ainda tenho um melhor alinhamento da curvatura (antes vivia com o pescoço para baixo devido as dores, hoje a melhor posição é com a cabeça reta ou para cima) e não me arrependo de ter feito a cirurgia. Com certeza, diante dos sintomas que tenho tido, logo terei que operar também as C6-C7. É assim, pessoal. O corpo humano é frágil! O duro é ter que ficar tomando remédios a vida toda! E vamos que vamos!

    ResponderExcluir
  50. Olá amigo! Li seu relato e sempre fico triste pois parece que os problemas na coluna não tem fim, mas são sempre parecidos os sintomas e consequências. Já fazem 10 anos que fiz a minha artrodese na cervical e há um mês fiz outra cirurgia na lombar, e os remédios são pra sempre mesmo, tomo analgésicos fortes todo dia, e as limitações são grandes, também não dirijo mais e não consigo fazer afazeres domésticos simples. Mas temos que ter otimismo sempre, a vida continua. Boa sorte. abços.Mara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que me ajuda muito é a academia! Infelizmente não tenho conseguido fazer com constância, mas o fortalecimento da região da cervical ajuda muito no quesito dores! O problema é, realmente, viver a base de remédios fortes, o que nos torna crônicos em relação às dores! Mas sem eles fica quase impossível ter um dia normal! Eu acabo alternando os remédios e para não causar resistência, as vezes corto os Tramadol/Codeína da vida por umas semanas, segurando a dor com os miorelaxantes, Lioresal e Toragesic. Mas é dose!! Meu médico mesmo disse que fez a cirurgia nele e também passa por essas dores há mais de dez anos... Nervos lesados, dificilmente voltam a normalidade. Existe os fatores externos como diabetes em outras pessoas também, que causa a neuropatia, ocasionando mais dores, os espasmos causados pelos nervos lesados e tudo mais! Faz e fará parte de nossas vidas! Grande abraço!

      Excluir
  51. Olá Mara! Antes quero te parabenizar pelo blog. Aqui consigo entender melhor do que nos inúmeros artigos médicos. Meu marido foi submetido à cirurgia de artrodese cervical via anterior 3 níveis, ele tem mielopatia espondilótica, tem 71 anos e o lado esquerdo já estava bem comprometido, ele foi aposentado por invalidez em setembro do ano passado. Nem vou comentar das dores, medicamentos etc. Os relatos de todos no seu blog já me dá uma dimensão do que vem por aí. A cirurgia foi feita pelo SUS e saímos do hospital cheios de dúvidas que não foram respondidas. Quem sabe você pode nos ajudar... Quanto ao colar cervical Philadelphia: é para ser usado o tempo todo? O retorno ao neurocirurgião será daqui a um mês. Eu tiro o colar para dar banho e para ele comer. Ninguém me explicou se retira para dormir ou por alguns períodos do dia. Curativo: a enfermeira me disse que não precisava trocar, mas eu já troquei sim e faço isso todos os dias após o banho. Lavo com soro fisiológico, coloco uma gaze seca e prendo com transpore. Tenho que fazer isso durante os 30 dias até o retorno ao médico? Por causa da idade dele e da gravidade da lesão medular, além das três próteses, C3 C4 C5 C6 foi colocado também uma placa para melhor fixação, não sei se é por causa da placa ou se é assim mesmo, mas o lugar da cirurgia está muito inchado. Você sabe me informar se isso é normal? Desculpe encher você com tantas perguntas, mas infelizmente não tenho a quem recorrer. Não temos sequer um telefone de um dos três médicos que o operaram e no hospital ninguém sabe me responder. Um grande abraço, minha querida. Espero que você leia essa mensagem. Aguardo ansiosa por sua resposta. Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida. Espero que melhorem as dores. mas sei que o trabalho na recuperação é grande. Vou te responder pelo que aconteceu comigo. O meu médico pediu para usar o colar cervical por 3 meses e tirava só pra tomar banho. Mas dormir é horrível, eu ficava noites sem achar posição até que me acostumei, não sei se o médico de vocês pedia pra dormir, mas o meu pediu. Quanto ao inchaço eu não tive, mas sim muitas dores. O curativo deve ser trocado sim todos os dias, foi assim que me ensinaram. O que infelizmente sei com minha experiência, porque já fazem 10 anos que fiz essa cirurgia, é que as dores nunca param, melhora a mielopatia, mas tomo tramadol pras dores todos os dias até hoje. Já fiz outra cirurgia na lombar no ano passado também. O meu médico diz que minhas dores continuam porque como ficaram algumas vértebras fundidas, as vértebras adjacentes (as próximas) ficam sobrecarregadas e por isso doem. Já me acostumei, tenho muitas limitações, nem posso fazer o serviço da casa e nem ficar mais que alguns minutos no computador, nem andar ou ficar de pé por muito tempo. Vou levando a vida como dá, sempre penso que tem coisa pior. Mas não se preocupe que depois da recuperação da cirurgia vai melhorar bastante. Fico aqui torcendo por vocês. Qualquer coisa pode escrever. ok? bjs. Mara

      Excluir
  52. O que percebi que melhorou e muito as dores, foi com a academia assistida, com o fortalecimento muscular da região do trapézio! TEm aliviado bastante!

    ResponderExcluir
  53. Fiz minha cirurgia artrodese de cervical onde coloquei duas próteses na c4 c5 e c5 c6 em julho de 2016, fiquei cinco dias internada,usei colar cervical durante dois meses onde só tirava pra tomar banho, durante esse tempo também eu não podia abaixar a cabeça. Pois bem, a recuperação foi acontecendo e me deixando animada pq quase não sentia dores, mas as dores na lombar e cóccix aumentaram muito, na vdd já saí do hospital com essa dores. Meu médico disse q por conta da cirurgia haveria sobrecarga nas áreas já comprometidas,uma vez que nós aqui no Brasil só conseguimos operar qnd estamos quase sem andar.
    Mas agora quase seis meses depois estou sentindo muito incomodo na garganta, não consigo levantar muito a cabeça, e ingasgo fácil sem contar que parece que estou com algo intalado na garganta e isso dificulta até unha respiração.
    As dores os formigamentos voltaram tb. Faço fisioterapia, mas nada que resolva .
    Estou preocupada com esses sintomas. Alguém mais já sentiu isso?
    Será que normal isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ariane. Este ano completa 10 anos da minha cirurgia. mas comigo, logo depois da cirurgia voltaram os movimentos e não tive mais formigamento e nem mesmo sentindo coisa estranha na garganta como você relata. Minhas consequências são as muuuitas dores que tenho nas vértebras que sobraram intactas na cervical porque ficaram sobrecarregadas, tomo até hoje 2 tramadol por dia pra aguentar a dor. Também voltaram as dores no braço que sentia na época da cirurgia e tenho a força desse braço diminuída.

      Excluir
    2. Ariane, bom dia! Foi colocado placa de fixação? NO meu caso não foi colocado, e o meu médico disse que o primeiro sintoma que ocorre quando o cage acaba se deslocando para frente é justamente o que você está sentindo! Verifique com ele essa situação pois pode se tornar perigoso. Outro fator que ocorre, no caso de ter placa de fixação, é ter soltado algum (s) parafuso (s) e estar influenciando negativamente já que a região fica muito perto da laringe e traquéia!

      Excluir
  54. rompi uma hernia em 2010 fiz a cirurgia em março de 2011.era para fazer a artrodese em l4 e l5 mas o ortopedista resolveu dois dias antes de me internar que so ia fazer raspagem do osso. resultado ,ficou um fragmento de osso pinçando o nervo da coluna .dor insuportavel procurei outro ortopedista o qual pediu uma ressonancia e ali estava o problema,falou que so o meu medico ortopedista poderia mecher novamente.entao procurei o ortopedista e ele falou que eu nao tinha nada,mostrei a ressonancia e nao fazia nem 3 meses da primeira cirurgia tive que fazer outra para fazer a artrodese tirei osso da bacia para encherto sofri demais a base de tramal e morfina depoi de 6 meses apos a segunda cirurgia fiz outra ressonancia e dois parafusos tinha soltado e dois perfurado o osso.tive que aguentar 1 ano apos a segunda cirurgia para fazer a terceira para retirar os parafusos .o medico falou a minha esposa que eu estava na mao de DEUS e me abandonou dor insuportavel ate hoje ja fiz 12 infiltraçoes na coluna aculpuntura fisioterapia mas tudo palhativo. desde 2010 nao teve um dia que passasse sem dor quem me trata hoje e o cirurgiao que auxiliou o medico e ele e ortopedista tambem nao consigo trabalhar e por outro lado o inss nao quer me aposentar porque fala que eu so tenho 48 anos enao leva em consideraçao que tenho 24 anos de carteira assinada.depois de tudo isso um clinico geral me falou que cirurgia de coluna so deve se fazer com neuro-cirurgiao nao recomendo esta cirurgia a ninguem pois os efeitos sao desastroso encolhimento de perna incontinencia urinaria dependencia de medicamentos enclusive pisiquiatricos e nada melhora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não que o Ortopedista não seja apto a fazer esse tipo de cirurgia, mas deve ser um orto especialista em coluna, porém, o recomendado, por se tratar de problemas com nervos, é mesmo o tratamento com um Neurocirurgião. Até seria interessante você tentar uma consulta com um neuro para avaliar sua situação!

      Excluir
    2. Olá amigo. Que triste sua história, mas pelos relatos que vejo aqui, os problemas na coluna são pra sempre, eu mesma tem dez anos que fiz a artrodese na cervical e tomo até hoje 2 tramadol por dia pra aguentar a dor. O que posso fazer é desejar boa sorte pra você e torcer aqui por sua melhora. abços.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Só complementando, a questão da escolha do médico é muito importante, eu procurei vários médicos que não deram certo até encontrar o que me ajudou muito.

      Excluir
  55. Ola! Eu fiz artrodese cervical a dois meses, continuo com a mesma dor. O medico me passou antidepressivo e pediu pra eu aguardar. Estou muito triste com medo de nao ficar boa, alem disse tenho outra hernia na lombar l5s1 que causam muita dor na perna. Gostaria que me contasse como foi a questao do afastamento pelo INSS, eu tenho medo de me retornarem ao trabalho, nao tenho a menor condiçao, fora que as medicaçoes causam muito sono e confusoes mentais. Essa condiçao é muito triste. Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Andrea.
      Quando fiz a artrodese na cervical, a dor no braço parou, mas até hoje tenho muita dor agora na cervical, tomo remédios como tramal 2 vezes por dia todos os dias e isso já duram 10 anos, nunca melhora. Também tenho hérnia na lombar e já fiz uma cirurgia de Rizotomia que resolveu o problema pra mim. Quanto ao INSS, sofri tanta tortura que entrei em depressão e faço tratamento até hoje. Fiquei 7 anos em auxílio-doença, mas ganhava alta sempre e a minha empresa não aceitava de volta, eu não passava no exame médico pra voltar a trabalhar e aí voltava para o INSS... teve vezes que fiquei sem receber nem do INSS e nem da empresa, o INSS alegando que a empresa tinha que resolver minha adaptação e a empresa dizendo que eu não tinha condições de trabalhar, foram 7 anos de tortura e muitos problemas, até que depois de 7 anos (em 2012) e quando eu já completava meus 30 anos de contribuição, fui no INSS para pedir a aposentadoria por tempo e eles disseram que não podiam me dar alta pela doença na coluna e enfim me aposentaram por invalidez. Mas infelizmente tenho a dizer que é uma questão muito ruim essa do INSS, sofri muito. mas você deve ir no INSS sempre bem munida de atestados e exames, e remédios que toma...
      Espero que pra você não seja tão ruim como foi pra mim esses anos que passei de problemas no INSS. Desejo boa sorte e qualquer dúvida pode me escrever. Abraços.

      Excluir
  56. Boa tarde, meu nome é Felipe tenhi 35 anos e sofria com 3 hernias de disco (l3,l4,l5,s1) depois de anos buscando e realizando todo tipo de tratamento,em 2009 realizei a laminectomia em l5/s1 e fiz 2 anos de fisioterapia e me recuperei bem, agora no final de 2016 descobri que a hernia evoluiu e fiz o procedimento de artrodese em l3,l4,l5,s1 a cirurgia foi um sucesso, passei pelo doloroso processo pós cirurgico e digo q realmente e muito doloroso os 3 primwiros dias eu nao dormir mas agora estou bem meu medico me receitou ( codein, musculare e precibital) mais ja nas primeiras semanas parei de tomar o codein e musculares pois nao gosto de tomar remédio preferi suportar a dor q hj ja nao tenho mais, claro, ainda estou limitado nos movimentos, vou comecar a fisioterapia essa semana mas 10 dias dpois da cirurgia eu caminhava e subia escadas, pois ficar parado dificulta mais a recuperação, hj caminho pot 2km por dia, faço alguns alongamentos simples indicados e me sinto bem e sem a maldita dor na perna, tenho uma pequena lesão no ciático da perna esquersa q causa dormencia na panturrilha e solola dos pés(problema irreversível) mas nao me incomodo. Sou uma pessoa muito ativa e diaciplinada e tenho CERTEZA que daqui ha 1 ano estarei praticando muay thai e musculação que são minhas paixõe. Gostaria de deixar um conselho... a cirurgia sozinha nao resolve o problema, a fisioterapia e o psicológico do paciente fazem toda a diferença, nunca deixem de acreditar em vcs mesmos, tenham muita diaciplina e determinação, tomem cuidado com clinicas de fisioterapia, algumas fazem o paciente desacreditar em uma total recuperação tentam vender serviços como osteopatia, palmilha ortopedica, algumas nao ajudam o paciente a evoluir mantendo sempre nos mesmos exercicios pois assim que eles ganham dinheiro com o plano, procure o bom neurocirurgiao que nao pense no bolso e sim no paciente eu dei gracas a deus que depois de muita busca( 5 neuro) encontrei um medico em q pudesse confiar. A limitacao é um fato, certos movimentos nao vou poder realizar, pois a lombar perderá a funcionabilidade mas isso não pode e nunca sera sinônimo de incapacidade. Deus abençoe a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Felipe. Li sua história e me identifiquei muito, porém minha artrodese foi na cervical e tenho problemas nos braços, mas também já fiz uma rizotomia agora na lombar para uma hérnia de disco, foi muito boa, melhorou 80% das dores, porém na cervical as dores nunca pararam, tomo 2 tramal por dia. Hoje faço Pilates para fortalecer os músculos. Também já fiz muita fisioterapia, mas acho que agora não estão ajudando em nada. Desejo boa sorte pra você e que consiga seus objetivos.

      Excluir
  57. Tenho 45 anos e sofria com dores, limitações, comprometimento neurológicos, enfim o que todos aqui sabem muito bem, durante 7 anos passei por diversos médicos e ninguém queria colocar a mão, até que Deus preparou um médico que me deixou super confiante, fiz a artrodese na c5c6c7, a 5 dias e não tenho mais aquelas dores terríveis, com um simples analgésico só quando tenho dor que são nada comparadas com as anteriores, voltei a sentir meus dedos que só formigavam, agora não tenho mais formigamentos, e sinto mais firmeza no pescoço, o único encomodo é se eu espirrar parece que a coluna vai sair pela boca, kkkk, mas no geral estou muito bem e confiante, coloquei minha fé em ação, se Deus me permitiu passar por essa cirurgia, preciso crer que será o melhor pra mim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luciane. É sempre assim, no início também procurei um monte de médicos até chegar no certo, sempre digo também que Deus é que mandou. Meus formigamentos também pararam de imediato, pena que tenho diversos problemas na coluna e as dores e restrições continuam. Desejo o melhor pra você!

      Excluir
  58. Após 7 meses de artrodese cervical em C5-C6, não obtive melhoras. Academia e fortalecimento ajudou a melhorar mas não na totalidade! Agora estou com inumeros outros problemas, que vêm desde a C4 até a T1. Lado esquerdo do corpo totalmente amortecido (ombros, braços, axilas, lateral, até a batata da perna)... INfelizmente, como meu neurocirurgião disse, não temos um problema em apenas uma vértebra! Temos um complexo de problemas na coluna! É difícil!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Betão. Pois é, infelizmente por minhas experiências e pelos relatos aqui no blog, os problemas na coluna nunca são um só e parece que sempre vamos ter, por melhor que sejam os médicos, eu também tenho vários problemas e ainda tenho muitas dores e restrições, mesmo depois de 2 cirurgias. Desejo o melhor pra você.

      Excluir
    2. Sem dúvida! Agora eu estou com um problema grave de Síndrome de Compressão Medular causada por uma estenose cervical (que na verdade sempre existiu, mas acredito que por algum desleixo do meu médico, nunca foi citado ou trabalhado). Estou com risco de perder movimentos de braços e pernas e a indicação é uma cirurgia complexa (Laminoplastia) entre os segmentos C2 até C6. Me assustou demais! Vou passar por um novo Neurocirurgião para uma segunda opinião e ainda pretendo passar por mais um ou dois depois! Enfim... é a vida!

      Excluir
    3. Olá Betão. Com certeza consultar mais médicos é preciso. Mas não tenha medo da cirurgia, só a recuperação que é difícil, mas descomprimir é preciso sim devido a estenose. Quando fiz minha cirurgia na cervical já estava com formigamento do lado esquerdo e perda de movimentos, mas com a cirurgia parou o formigamento e os movimentos voltaram, só ficaram as consequências como falta de força do lado esquerdo e dor na cervical. Desejo boa sorte pra você.

      Excluir
    4. Então, Mara! Segundo o novo neuro que passei ontem, ele viu um possível erro médico no meu caso. Uso de uma cirurgia não indicada! Mas até aí já viu né kkk! Um quer ganhar do outro! Agora indicou outra cirurgia que é a corpectomia, que é a retirada total da vértebra C6 e colocação de uma "gaiola" de titânio no lugar dela e daí sim a fixação com placa, que é o que meu médico deveria ter feito na minha artrodese em setembro entre C5-C6.Tenho um escorregamento de vértebra importante na C6 e ela, sem a placa de fixação junto a C5, causou um cresimento irregular da fusão do osso, justamente na região da parede do canal medular, causando um estrangulamento. Ainda vou passar por mais um neuro na terça feira e ver o que ele também fala! O medo é se cada um sugerir uma coisa diferente! Aí fico perdido (como já estou). Isso derruba o psicológico da gente!!!!

      Excluir
    5. Oi Betão,
      Então pelo jeito parece que vai ter que fazer mesmo, e é complicada. Mas sei como fica o psicológico, meu médico também me indicou outra cirurgia na cervical pra diminuir a dor forte que sinto hoje diariamente. Já tenho 4 vértebras fundidas na cervical, 2 por fusão pela Espondiloartrose Anquilosante e outras 2 fundidas pela cirurgia com placa de titanio e parafusos, e ele disse que dói porque a primeira vértebra, da nuca está sobrecarregada fazendo todos os movimentos do pescoço sozinha e acredita que ele me propôs a fazer cirurgia pra fixar essa primeira vértebra porque aí se ela não movimentar não sentirei mais dor, mas imagina a cervical inteirinha fundida, sem mexer, deve ser muito ruim, por enquanto preferi ficar com as dores, mas tem dia que dá vontade de fazer viu? acho que você sabe como é.
      Mas desejo boa sorte nessa sua nova cirurgia. Abços.

      Excluir
    6. E como sei! O que reina mais é o medo! Tenho 39 anos! Fico muito chateado com a situação! Limitado, com riscos e tudo mais! Receio ficar inválido pelo resto da vida! É algo que acaba comigo. Infelizmente, além do físico, tem.que trabalhar a mente e é o que está difícil nesses últimos 10 dias de incertezas!!! E boa sorte para todos nós!!!

      Excluir
  59. Ola operei ja faz 2 anos, tomo Tramadol e diazepam remedios de presao gabpetina, deu probeblama no meu Pe esquerdo uma dendinite que ano esta inflamada mais esta com dores cronicas, agora se eu passo da hora de tomar os medicamentos tenho crises nervosas alguem mais passou por isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sueli. Agora que vi sua msg, não consigo ficar todo dia no computador devido as dores. Mas sinto pelo que está passando. Já passei por muita coisa parecida também. Tenho dor crônica na coluna e também tomo tramadol todos os dias. Quanto a crises nervosas, eu tive muita e faço tratamento psiquiátrico devido a ansiedade nervosa há anos. E essas crises e ansiedade pra mim foi desencadeada na época que começou a doença a piorar e a ter que ficar passando por perícias no INSS. Fiquei 5 anos nessa luta de perícias do INSS e do médico do trabalho da minha empresa, já fui indeferida também, mas entrei com recurso que você pode fazer no próprio INSS, ou você pode entrar com advogado pedindo aposentadoria. Eu não cheguei a entrar com advogado, Me aposentaram depois de 5 anos lutando, mas fui aposentada mais porque já tinha 30 anos de contribuição.
      Procure seu médico para ver se não pode fazer alguma coisa pelas suas dores além de tomar tramadol, como por exemplo fisioterapia.E pode consultar um psiquiatra para suas crises nervosas, com certeza é por tudo que está passando.
      Desejo melhoras e boa sorte pra você.

      Excluir
  60. Com a cirurgia as dores e os medicamento e laudo medico ano recebo do inss desde agosto do ano passado, agora so fica dando indeferido ano sei mais o que fazer..

    ResponderExcluir
  61. Ola...sou andré..ha 15 dias acordei com dor no pescoco, ombros e braco, evoluindo cok dormencia na face anterior do braco ate o polegar, diminauicao da forca nesse braço. Fiz ressonância da cervical e estou com uma hernia entre c6c7 já extusa. O.medico ja indicou cirurgia. Mas estou naquela fasr.de aceitacao e tentando metodos alternativos. Abracos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andrpe. Que pena essa situação né? mas quando a hernia já atingiu o nervo com dormência como consequência, é bem difícil, tomara que você consiga reverter com métodos alternativos. Eu não tentei antes da cirurgia porque já estava perdendo os movimentos, fiz de urgência, mas sei que vale a pena tentar e no meu caso não era hérnia. Boa sorte.

      Excluir
    2. Olá André, infelizmente depois que você perder o movimento do braço os médicos não conseguem mais a recuperação, assim aconselho que faça a cirurgia imediatamente. Fale com seu médico sobre as novas próteses que não utilizam parafusos. Eu acabei de fazer a segunda cirurgia, como no seu caso, eu tambem estava perdendo os movimentos, no meu caso, do lado direito. Estou ótima, fiz a cirurgia há duas semanas, ontem tirei os pontos e na próxima semana ja retorno ao trabalho. A dor e dormência somem assim que termina a cirurgia, maravilhoso. Se já está afetando sua medula, não espere mais, pois pode perder completamente os movimentos, nesse caso se torna irreversível. boa sorte. se quiser indico meu neurocirurgião especializado em coluna.

      Excluir
  62. Olá Mara, Olá todos!
    Mara o equipamento utilizado em minha cervical é um "Cage Ancorado" da LDR. Por se tratar de um equipamento muito moderno, é um pouco mais caro que os outros que utilizam placas e parafuso. Mas o efeito é surpreendente. Não sei se todos os neurocirurgiões ja conhecem este esquipamento e a técnica "MIS", (Técnica minimamente invasiva), mas os benefícios para o o paciente não se comparam. Além de proporcionar uma recuperação muito mais rápida, permite mobilidade total. Como eu disse, esta foi minha segunda cirurgia e foi espetacular como a primeira, a dor parece ter sido retirada com as mãos, não tenho mais dormência e nem formigamentos. Eu aconselho a todos que sofrem da coluna a procurar um neuro que conheça esta técnica. Caso haja interesse posso indicar o meu. Ele atende planos de saúde como Amil e Sulamerica. Provavelmente deve atender outros também. Eu acredito que não vale a pena permanecer com medo e com dor, nossa qualidade de vida é maior que tudo isso. Gostaria até de postar uma foto aqui do raio x para mostrar como fica... mas não consigo. boa sorte a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mara,acompanho seu blog parabéns e muito tem me ajudado. Angelita boa tarde, teria como falar com você se possível para tirar uma dúvida quanto ao seu posicionamento?

      Excluir
    2. Oi Paulinha. Que bom que você gosta do blog, é pra mim um desabafo e também acho que posso ajudar pessoas com o mesmo problema que eu, claro que nada de dicas "médicas", e sim trocar experiências.bjs e boa saúde pra você.

      Excluir
  63. oi Angelita, obrigada pelas suas informações, com certeza vai ser útil a todos. É uma opção bem mais moderna que nossas cirurgias mais antigas com placas e parafusos. Obrigada mesmo.

    ResponderExcluir
  64. Fiz artrodese cervical C5 / C6 e menos de um ano após voltei ao jiu jitsu. A operação foi a melhor coisa que fiz, pois já não tinha mais força no braço direito, tinha muitas dores de cabeça e o canal da medula estava praticamente fechado. Hoje não tenho mais dores como antes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Que maravilha ouvir um depoimento de quem está bem, pois isso é bem raro por aqui, eu mesma fiz a cirurgia há 10 anos e tomo remédios diversos TODOS os dias para dor, inclusive 2 tramal de 100mg cada, e mesmo assim tenho dores na cervical, nuca e dor de cabeça insuportável. Fico feliz que esteja bem. Boa sorte. abço. Mara

      Excluir
  65. Olá, estive lendo todos os comentários e como tenho esse problema crônico fico pensando quando ficarei livre das dores. .fiz artrodese cervical C4-C5 há dois anos e as dores nunca cessaram, no início diminuiu um pouco mas foi voltando com força aos poucos até eu descobrir que tenho outra hérnia pegando a medula na C3 e C6 ou seja uma abaixo e uma acima e o médico ja avisou que terei que operar de novo, pois nenhum remédio tira a dor. ..mesmo os mais fortes, estou bem preocupada. .alguém ja teve que mexer na coluna assim, será que o médico retira o Cage das duad vértebras e coloca outra nas quatro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Sou a Mara autora do blog, e realmente as dorem NUNCA param, fiz a cirurgia na cervical há 10 anos, e desde então tomo diversos remédios pra dor TODOS os dias, inclusive 2 tramal de 100mg cada. Meu médico disse pra operar a vértebra de cima porque está sobrecarregada e causando as dores, mas ainda n~eo me decidi, pois deixara o pescoço mais imóvel e com mais restrições. Boa sorte. abços. Mara

      Excluir
  66. Então... É bem possível que você tenha esta pré disposição genética, assim como eu. Muitas vezes uma pessoa faz uma cirurgia, depois de algum tempo começa a ter mais dores, mas não pensa que pode ser outra hernia e acha que a cirurgia não fez efeito. No meu caso, quando comecei a sentir dores novamente depois de 2 anos da cirurgia, pensei que poderia ser algo com a prótese, voltei no meu neuro cirurgião com um raio X nas mãos. Ele constatou que estava tudo perfeito, pediu me novo raio x e ressonância, foi então que viu outra hérnia. Me explicou meu problema genético e a propensão a ter hérnias o tempo todo. Vejo aqui que várias pessoas possuem o mesmo problema. A recomendação dele para meu caso e para que eu não fique fazendo cirurgias para o resto da vida, é que devo, a partir de agora, fazer pilates para fortalecer a musculatura da região, caminhadas e musculação. Obviamente, com profissional especializado, pois não posso NUNCA deixar alguém esticar meu pescoço, isso vale para todos nós. Então, assim que ele me liberar, vou procurar um bom profissional para cuidar disso. Alem disso, já comprei cadeira ergonômica, apoio para os pés e apoio para o notebook, alem de usar um teclado à parte acoplado ao note. Meu médico disse que a melhor prevenção é cuidar da postura, acima de tudo, como sou advogada e uso demais o computador, a partir de agora terei esses cuidados.
    Pessoas me perguntaram onde meu médico atende, pois bem, ele atende em SP, na Rua Vergueiro, Paraiso. Caso queiram maiores informações me enviem e-mail: angelnise13@hotmail.com, ficarei feliz em ajudar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Angelita. Sabe que quanto mais relatos mais coisa diferente aparece. Esse seu caso genético eu não conhecia. Mas no meu caso não é, é que tenho uma doença na coluna chamada Espondiloartrose Anquilosante que vai transformando as cartilagens em osso, daí esses ossos ficam "tortos", desconfigurados e comprimem a medula, e como é osso e não hérnia... não tem outro jeito senão a cirurgia pra tirar o osso que está comprimindo. Viu como tem muitos casos diferentes de problemas na coluna. Mas tive hérnia na lombar e sempre faço fisioterapia também e não quis operar pra isso, melhoro com fisioterapia, pilates, alongamentos... e já tomo os remédios pra dor na cervical mesmo, então vai indo. E a dor na cervical o médico diz que é por causa das fusões de vértebras que já são várias e então as vértebras adsjacentes ficam sobrecarregadas causando a dor, já fiz exames e não tenho hérnia na cervical. Mas é como você disse, a postura é muuuuito importante pra nós, pra mim o computador só alguns minutos por dia.

      Excluir
  67. Olá pessoal li alguns relatos aqui,nossaaa triste esses problemas de coluna 😔...
    Meu esposo fez uma artrodese lombar dia 07/06/2017 ficou o pós operatório sentiu se melhor ,e no dia 10/06/2017 o médico nos disse que ele teria que reoperar,pois um dos parafusos estavam fora do lugar ao Beto resultado da tomografia,ficamos arrasados pois seria o dia da alta dele,enfim no dia 14/06 ele fez novamente a cirurgia e dessa vez o pós operatório foi um pouco mais difícil sentiu muitas dores de cabeça e no local da cirurgia,senti muita do dele pois o acompanhei desde o começo.avora está com 5 dias de operado e não sente mais as dores na coluna n dormência nas pernas,vai retirar os pontos na quinta feira,minha dúvida é oque ele não pode fazer nesse período de pós operatório... Obrigada e boa sorte a todos... Ah e lembrando ele tinha uma hérnia extrusa na coluna lombar a medula estava comprometida...

    ResponderExcluir
  68. Oi Thaise. Pois é, os problemas de coluna são muitos e nunca são fáceis. Desejo melhoras para seu marido, deve ter sido difícil fazer duas cirurgias seguidas. Mas o que você perguntou sobre o pós-operatório, meu médico pediu 3 meses de cuidados, com peso e exercícios quando eu fiz a minha cirurgia. Mas na verdade não posso fazer nenhuma das coisas até hoje, após 10 anos... sinto muitas dores se fizer isso, apenas uma caminhada e mesmo assim tenho dores.

    ResponderExcluir
  69. Obrigada Mara por responder... Ele está hoje no 9° dia da segunda cirurgia,se sente bem ,dores de cabeça de vez enquando,dor no quadril quase todos os dias a noite,mais a dor insuportável sumiu... Ainda está com as suturas só vai retirar dia 28/06.

    ResponderExcluir
  70. Bom dia pessoal! Aqui estou eu, novamente! Passei por novas cirurgias para corrigir um belo erro médico feito em uma artrodese via anterior entre c5 e c6, que acabou causando uma compressão medular ainda maior do que ja havia! O novo neurocirurgião precisou fazer uma laminectomia em c5 e c5 e uma artrodese em c4, c5, c6 e c7, via posterior, com 8 parafusos e duas hastes laterais para corrigir o problema. Operei dia 08/06 e correu tudo bem, mas precisei voltar para cirurgia dia 12/06 pois um pararfuso estava encostando na raiz do nervo da c7, causando dores nos dedos indicadores das mãos. Depois da segunda cirurgia, tudo resolvido! Não tenho mais risco de tetraplegia e nem respiração artificial! Pernas voltaram ao normal, lado esquerdo do corpo voltou a ter sensibilidade. Só tenho um pouco de dor, bem previsível também, por fazer apenas 11 dias que operei! Limitações em movimentações do pescoço e formigamento em alguns dedos das mãos, mas tudo adaptável! Que agora eu consiga ter uma vida nova! Abraços a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Noooossa Betão, que calvário, ainda bem que deu tudo certo hein? Mas é claro que ainda é muito cedo, com 11 dias querendo estar 100% não dá né? rsrsrs
      Mas as restrições de movimento no pescoço são pra sempre, e pra mim causa muuuitas dores que passam pra dor de cabeça e isso diariamente, mesmo depois de 10 anos da cirurgia. Mas espero que isso não aconteça com você. Quanto a formigamentos, depois da cirurgia não senti mais. Boa sorte. Abços.Mara

      Excluir
    2. Torcer para que o pós seja bom e tudo dê certo! Ciente de que isso não resolve total, mas... Tirou o risco de tetraplegia! Agora vai!!! Kkk

      Excluir
  71. Oi bom dia !!! Fiz o procedimento cirúrgico em 21 de junho 2017. Estou muito rouca e tenho medo de ter afetado minha corda vocal. Estou com muito medo de me submeter a outro procedimento. Se alguem passou por isso me ajude relatando aqui. Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá todos! Fiz minha segunda cirurgia em 22/05/2017. Desta vez minha voz foi afetada, mas meu medico já havia me avisado que isso poderia acontecer. A cirurgia foi um sucesso, voltei ao trabalho com apenas 3 semanas após a cirurgia. Meu cirurgião disse que em 3 meses minha voz voltaria ao normal e se eu quisesse que voltasse antes, eu poderia consultar uma fonoaudiologista. Foi o que eu fiz, e faz mais de 15 dias que a voz voltou ao normal. Não se preocupe Simone, voltará ao normal sem problemas. Boa Sorte.

      Excluir
    2. Oi Angelita, feliz por sua recuperação e torcendo pra sua voz voltar ao normal logo. bjs

      Excluir
  72. Que pena Simone, não tive esse problema, mas espero que alguém te ajude por aqui, já foi no médico?

    ResponderExcluir
  73. Ola! Fiz uma cirurgia de artrodese cervical da C3 ate C7 4 cages e placa com parafusos. Ja completou 3 meses e estou com formigamento nas oernas, fraqueza e coluna inteira doendo. Qdo me abaixo nao consigo levantar. E qdo levanto sibto muitas dores. O que fazer?Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fadinha. Que pena estar com dores, mas é claro que você precisa urgente ir consultar com seu médico, por favor. Formigamento não é bom. Boa sorte. bjs. Mara.

      Excluir
  74. verdade amiga, tb fiz essa cirurgia, e tenho o mesmo problemas, só que agora agravado pela fibromialgia, burcite, tendinite, osteoartrose ombro E, burcite e tentinite no outro ombro, em ambos lados do qadril e ambos os joelhos e derrame tb nos joelhos e um agravante no joelho E, dores multiplas e cronicas, e o pior sem poder trabalhar pois sou aux de enfermagem, tomo muitas medicações controladas, e sem receber a mais de um ano, então amiga estamos junto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, infelizmente tem muitas consequências, eu também sofro com várias delas como você, mas o que fazer? tomo muitos analgésicos diariamente pra seguir a vida.

      Excluir
  75. Ola pessoal sou nova ak, estou com indicacao de artrodese na cervical c3c4 c4c5 c5c6 . estou afastada ha 9 meses do trabalho trabalho em fabrica. O que vcs acham de fazer a cirurgia e esse problema e caso de aposentadoria Tenho 38 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luanna, na verdade você tem que ver sobre a cirurgia com o médico e que seja bom, aqui você pode ler nossos relatos de nossas experiências e você pode ver que cada caso é um caso, tem muitos tipos de reação e consequências ou outros que estão ótimos. Eu fiz a artrodese há 10 anos e sofro com as restrições de movimento e dores, mas hoje já tem relatos aqui mesmo de outros tipos de cirurgia sem parafusos que são muito melhores, outros relatam que fizeram e que estão ótimos. Quanto à aposentadoria, meu caso é que fiquei 7 anos afastada em auxílio doença e só me aposentaram porque completei meus 30 anos de contribuição. Precisa sempre levar todos os comprovantes médicos nas perícias. Boa sorte pra você. abços. Mara

      Excluir
  76. Olá! Eu de novo dando mais um relato!
    Após 60 dias de cirurgia cervical (Laminectomia em C5, C6 e C7 e também Artrodese via Posterior, C4/C5, C5/C6, C6/C7, para descompressão da medula espinhal e raízes, para consertar um erro médico em outra cirurgia anterior, aparentemente o problema foi resolvido! Estou em avaliação periódica pelo meu neuro para averiguar se a compressão foi realmente total ou se precisarei ainda de mais uma nova cirurgia, via anterior, para fazer uma corpectomia (retirada da 6ª vertebra cervical) e terminar a correção! (espero que não).
    Não tenho mais dores, apenas uns incômodos musculares, mas fiquei com algumas sequelinhas devido ao tempo muito grande de compressão das raízes entre C5/C6/C7, que me deixaram com a mão esquerda amortecida (dedos) e dedão da mão direita com formigamento. A força nas pernas voltou quase a normalidade e a sensibilidade na pele, do lado esquerdo do corpo, também voltou parcialmente!
    Estou feliz, mas ao mesmo tempo preocupado! Mas se Deus quiser estou recuperado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Betão, que maratona essa sua hein? mas que bom que teve melhoras, espero de coração que você se recupere e fique com o mínimo de consequências possíveis. Força. abraço. Mara

      Excluir
    2. Pois é, Mara! Quase pirei em termos de Depressão! Agora to bem! Já to dirigindo novamente, voltando às atividades regulares! Ainda nem comecei a fisioterapia devido as consolidações ósseas com os parafusos! Ainda estou realmente preocupado e com medo de uma nova cirurgia, mesmo que mais simples que a que fiz, para resolver de vez! Mas a gente vai lutando kkk! Faz parte da vida né! Abraços!

      Excluir
    3. Só nós sabemos o que estamos passando, e a depressão é outra consequência, eu já trato há 5 anos, mas não é uma depressão que causa tristeza é depressão ansiosa de querer que as coisas se resolvam e as dores não tem fim.É isso aí... nunca desistir. Eu luto também sempre. abços. Mara

      Excluir
  77. Boa noite... tenho 40 anos e em 2013 fiz artrodese na cervical da c2 a c5 ou seja tres niveis ... tres astes na coluna... fiquei novo perfeito como nunca me sentia... mas agora em 2017 o pesadelo voltou, andei exagerando carregando alguns pesos em minha mudança e acaei lesionando a c6 e c7 .. outra cirurgia em breve.. mas confio pelnamente em minha neurocirugia que me deixou novo ha 4 anos... mas vamos la... nao indico ninguem sofrer com essas dores... vale a pena a cirurgia com astes e nao com parafusos.

    ResponderExcluir
  78. Olá Alex. É sempre bom ouvir depoimentos de quem está melhor com a artrodese. Eu não me dei muito bem, ainda tenho dores 24 horas por dia e tomo analgésicos diariamente há 10 anos. Mas vou pesquisar mais sobre essa cirurgia com astes pra ver a diferença da dos parafusos. Boa sorte.Abço.

    ResponderExcluir
  79. Boa tarde fiquei preocupado com tantos depoimentos negativos sobre a atrodese.
    Fiz na c5c6 a 10 dias e no intante que acordei ja não senti dor nenhuma, meu médico me disse que é tranquilo uma cirurgia simples e que logo estarei praticando esportes novamente.
    Espero que ele esteja certo mas até o momento estou muito bem, e só fazem 10 dias da cirurgia e ja estou trabalhando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! mas não se preocupe, cada caso é um caso, pode ver pelos comentários. No meu caso tenho sérios problemas, tenho que tomar tramal 3 vezes por dia há anos por causa das dores. Espero que pra você seja bom.Abço.

      Excluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails