terça-feira, 9 de março de 2010

A vida antes!



Até 2002, trabalhei e estudei normalmente, buscando unir prazer e necessidade. Tirando as pedras do caminho sempre com otimismo, o que é uma grande característica minha desde sempre.
Fui filha exemplar sempre ajudando minha família de origem humilde mas de garra, fui mãe de coração como o destino assim traçou, esposa dedicada até hoje, aluna apaixonada, e orgulhosa e dedicada empregada com a tão sonhada carteira de trabalho já assinada desde os 15 anos de idade, juntando a tudo isso sendo mulher e tendo que saltar todas as barreiras e dificuldades a nós inerentes. Claro, nada é perfeito, e nem tenho essa intenção, e na cozinha mesmo, sou um desastre!!!
Mas tanta dedicação, prazer e carinho por tudo, transformaram-se em esperança eterna de que tudo fosse (e vai melhorar). Assim como nossos queridos e sábios avós sempre diziam, temos que ter saúde pra buscar todo o resto..., mas e como mantê-la nos dias de hoje?
Sentimos no decorrer dos anos, cada vez mais cobrança por produtividade, primeiro para sermos especialistas, depois generalistas, e assim vi a evolução da máquina de escrever para os modernos computadores, e eu que já usei “telex”, agora me deparo com a internet, quebrando todas as fronteiras e transformando-se em algo essencial para a vida.
Mas e as fronteiras entre a nossa vida e a vida da empresa? O certo é que o corpo humano não está resistindo a tanta pressão. Embora já vemos hoje uma tentativa de melhorar essa relação, temos os “home Office”, as empresas com ambientes modelo como o Google, outras que se denominam hoje “empresas verdes”... mas essa porcentagem é tão pequena, será que um dia vamos chegar lá? O que sei é que nossa coluna vertebral, nosso esteio está se curvando literalmente à essa evolução tecnológica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails